Especialista diz que os pais devem pedir permissão aos bebês antes de trocar as fraldas

por Lucas Rabello
0 comentário 501 visualizações

Deanne Carson, especialista em cuidados infantis, provocou uma ampla discussão online com seus recentes comentários durante uma entrevista na ABC. Ela sugeriu que os pais deveriam pedir permissão aos seus bebês antes de trocar suas fraldas, uma afirmação que gerou reações mistas na internet.

Carson, identificada como ‘educadora sexual, palestrante e autora’, enfatizou a importância de iniciar uma cultura de consentimento desde o nascimento. Ela aconselha os pais a verbalizarem o momento da troca de fraldas para seus bebês, dizendo: “Vou trocar sua fralda agora, tudo bem?” Apesar de reconhecer que bebês não podem fornecer consentimento verbal, Carson acredita que os pais podem interpretar a linguagem corporal de seus filhos como uma forma de consentimento.

Essa perspectiva levou a uma enxurrada de respostas de telespectadores e usuários da internet. Muitos expressaram ceticismo e confusão sobre a praticidade de pedir permissão a bebês, que não têm capacidade de falar. Um telespectador criticou a ideia com um cenário hipotético: “OK, vamos suspender nossa descrença por um momento e assumir que bebês de um mês são totalmente capazes de falar e têm entendimento dos direitos humanos. Então, um bebê está com a fralda cheia de cocô, mas diz a quem está trocando: ‘Você não tem minha permissão para trocar minha fralda’, o pai deve correr o risco de ser preso por negligência porque permitiu que seu filho permanecesse sujo por dias a fio porque não tem a permissão do filho?”

Outros apontaram o absurdo que sentiam ser inerente ao conceito, argumentando que coloca expectativas irrealistas sobre os bebês. Um comentarista adicionou: “Desculpe, mas tenho que dizer que isso é tão ridículo. Bebês não podem dizer sim ou não e é por isso que você, como adulto de confiança, faz o que é melhor para o bebê. Incluindo quando eles precisam de uma troca de fralda, quando você pergunta ao seu bebê ‘Você quer que eu troque sua fralda?’, e eles não podem responder ou se respondem com um não… Você vai simplesmente deixá-los andar/deitar em xixi e cocô? Isso é negligência e a criança não é o chefe, eles precisam ser orientados e conduzidos pelo caminho certo, como trocar suas fraldas sujas.”

Apesar das críticas, Carson mantém sua abordagem, citando-a como prática internacionalmente recomendada na prevenção de abusos. Ela respondeu às críticas por meio de uma postagem no Facebook, expressando decepção com o ridículo direcionado a ela e ao seu trabalho. Ela escreveu: “Infelizmente, algumas pessoas escolheram ridicularizar-me (oh não! Cabelo rosa! Deve ser lésbica!) e a noção de dar autonomia corporal aos bebês (cocô nas fraldas har har entendeu?). O trabalho que fazemos com crianças, professores e pais é a prática internacional recomendada na prevenção de abusos.”

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados