Empresa Cyronics congela seu primeiro cliente na esperança de trazê-lo de volta à vida no futuro

por Lucas Rabello
0 comentário 1,8K visualizações A criogenia foi explorada de muitas maneiras no cinema e na mídia. (YouTube)

Philip Rhoades, da Southern Cryonics, acabou de fazer história ao congelar seu primeiro cliente, na esperança de trazê-lo de volta à vida algum dia. O sortudo, ou talvez azarado, era um homem na casa dos 80 anos de Sydney. Ele faleceu no início deste mês e seu corpo agora está congelado, graças a Rhoades e sua equipe.

“[Foi] muito estressante”, admitiu Rhoades à ABC News. Nem me diga. Imagine ficar acordado por uma semana inteira preocupado com todas as coisas que poderiam dar errado. “Há uma série de procedimentos diferentes para cada dia, e havia várias situações que poderiam ter dado errado se não tivéssemos nos preparado adequadamente.”

Esse homem nem era membro do clube de criônica. “Havia algumas outras pessoas que eram membros existentes e que pensávamos que poderiam ser os primeiros candidatos, mas, como aconteceu, foi alguém que não era um membro existente. A família dele ligou do nada e tivemos cerca de uma semana para nos preparar e nos organizar.”

O homem faleceu em 12 de maio em um hospital de Sydney, e a família desembolsou cerca de $170.000 AUD (R$ 580.000) para congelá-lo. Sem tempo a perder. Eles moveram o corpo dele para a sala fria do hospital, o embalaram em gelo e depois o levaram para A O’Hare Funeral Directors. Lá, os especialistas bombearam o corpo com um líquido especial para manter as células intactas. Em seguida, ele foi embalado em gelo seco, resfriando-o até uns gelados 80 graus Celsius negativos.

Mas isso foi só o começo. Quando o corpo chegou à instalação da Southern Cryonics em Holbrook no dia seguinte, eles baixaram a temperatura ainda mais, até menos 200 graus Celsius. Finalmente, colocaram-no em um tanque especial que funciona como um vácuo de armazenamento. Todo esse processo levou sólidas 10 horas.

O objetivo? Dar a esse homem uma chance de ser trazido de volta à vida. A ABC News mencionou isso, mas ainda soa como algo saído de um filme de ficção científica. Rhoades disse que eles praticaram muito para acertar: “Usamos manequins de teste de colisão e outras coisas para tornar tudo o mais real possível para todos os testes que fizemos, então todo esse trabalho preparatório valeu a pena.”

O que vem a seguir para as pessoas que decidem mergulhar no gelo da criônica? A Southern Cryonics tem algumas ideias ousadas. Em um vídeo no site deles, eles falam sobre o futuro como se não fosse nada demais. “Em 50 a 100 anos, acreditamos que teremos a capacidade de carregar a mente para um mundo virtual. Desenvolvimentos modernos que estão acontecendo agora… começarão a se concretizar.”

E se você estiver disposto a esperar 250 anos, eles acham que você poderia estar vivendo em um corpo jovem e saudável no mundo real novamente. “Você terá todo o conhecimento do passado, além de todo o conhecimento do mundo virtual.”

Se isso não te deixa curioso sobre o futuro, nada mais deixará.

Inscreva-se no canal Mistérios do Mundo no YouTube

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados