Steve Jobs revelou o maior sinal de que alguém tem alta inteligência

por Lucas Rabello
0 comentário 4,4K visualizações

Steve Jobs uma vez revelou o que ele acreditava ser o principal indicador de alta inteligência. E não, não se trata apenas de acertar testes de QI ou ostentar diplomas chiques. Jobs, o gênio por trás da Apple, compartilhou suas percepções em um discurso para a Academy of Achievement em junho de 1982, apenas seis anos após a Apple surgir no mercado.

Então, qual é o segredo para identificar a inteligência segundo Jobs? Não é apenas ter uma boa memória. É a capacidade de ampliar a visão e ver o quadro maior. Imagine estar no 80º andar de um arranha-céu, olhando para uma cidade movimentada. Enquanto a maioria das pessoas está olhando mapas, tentando descobrir como navegar do ponto A ao ponto B, os verdadeiros gênios conseguem ver todo o layout. Eles fazem conexões que parecem óbvias porque conseguem ver tudo de uma vez.

Durante seu tempo na Apple, Jobs era conhecido por seu estilo de entrevista não convencional, chamado famosamente de ‘teste da cerveja’. Em vez de fazer perguntas rígidas em um ambiente formal, ele levava os candidatos para uma caminhada ou uma cerveja. Isso mesmo, uma cerveja. Jobs acreditava que um ambiente relaxado ajudaria os candidatos a se abrir, revelando quem realmente eram. Ele não queria respostas ensaiadas ou jargões corporativos. Ele queria ver como eles pensavam, como relaxavam e como se conectavam com os outros.

Jobs fazia perguntas aparentemente simples, como “Quando foi a última vez que você realizou algo?” ou “O que você fez no último verão?” Essas perguntas podem soar básicas, mas foram projetadas para revelar a essência da pessoa. Ele queria ver paixão, curiosidade e determinação. Ele estava procurando pelos ‘A-Players’, como ele os chamava—a nata dos talentos.

Por que Jobs era tão obcecado em encontrar esses A-Players? Porque ele sabia que grandes mentes pensam de maneira semelhante e prosperam juntas. “Descobri que quando você reúne jogadores A suficientes, quando você passa pelo trabalho incrível de encontrar esses jogadores A, eles realmente gostam de trabalhar juntos,” Jobs uma vez disse. Trata-se de criar um ambiente onde os melhores talentos se desafiam mutuamente a alcançar novas alturas.

Steve Jobs era um visionário, e sua abordagem para identificar inteligência era tudo menos comum. Focando na capacidade de ver o quadro maior e promovendo um processo de entrevista relaxado e honesto, ele construiu uma equipe de indivíduos extraordinários que transformaram a Apple em uma potência global. Então, da próxima vez que você estiver procurando identificar um verdadeiro gênio, siga o exemplo de Jobs: amplie a visão, veja o quadro completo e nunca subestime o poder de uma boa conversa com uma cerveja.

Inscreva-se no canal Mistérios do Mundo no YouTube

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados