Por que os idosos têm um cheiro diferente?

por Lucas Rabello
Publicado: Atualizado em 442 visualizações

Já se perguntou por que as pessoas mais velhas tem um cheiro diferente? Não é sobre higiene ou novos hábitos de exercício. É tudo graças a uma coisinha chamada 2-Nonenal, um composto que adora se fazer notar à medida que você envelhece. Este aldeído insaturado é responsável por aquele “cheiro de pessoa idosa” que ninguém comenta, mas todo mundo percebe.

2-Nonenal não é apenas um nome curioso; ele também é encontrado em cerveja envelhecida e trigo sarraceno. Um estudo de 2001 revelou que este composto aumenta com a idade, o que significa que quanto mais velho você fica, mais seu cheiro natural evolui.

Os pesquisadores investigaram os cheiros de pessoas de 26 a 75 anos e descobriram algo intrigante. 2-Nonenal estava presente apenas em pessoas com mais de 40 anos. Então, se você tem menos de 40, aproveite seu aroma livre de 2-Nonenal enquanto pode. O estudo não parou por aí. Ele também ligou este composto a ácidos graxos insaturados ômega-7 e peróxidos lipídicos, que também aumentam à medida que envelhecemos. Essencialmente, esses ácidos graxos se degradam devido ao estresse oxidativo e, voilà, 2-Nonenal é criado.

Mas espere, há mais sobre odor corporal do que apenas envelhecimento. A Doença de Parkinson (DP) adiciona outro desafio à mistura. A DP geralmente atinge pessoas com mais de 50 anos e vem com suas próprias surpresas olfativas. Pessoas com narizes super sensíveis podem perceber isso também. A Associação Americana de Doença de Parkinson (APDA) aponta que aqueles com DP frequentemente têm dermatite seborreica. Isso significa manchas de pele oleosa, vermelha e escamosa causadas por glândulas sebáceas hiperativas.

Cientistas examinaram o sebo (aquela substância oleosa que sua pele produz) de pacientes com DP e encontraram compostos únicos em quantidades maiores em comparação com aqueles sem a condição. Esta descoberta levou à análise de sebo como um possível biomarcador para diagnosticar a DP.

Então, da próxima vez que você sentir um cheiro único perto de um parente idoso ou de alguém com DP, lembre-se, não é sobre rotinas de cuidado pessoal. É sobre química. Os processos naturais do seu corpo evoluem ao longo do tempo, criando esses odores distintos. Seja o 2-Nonenal sinalizando o avanço do tempo ou o perfil único de sebo da DP, nosso odor corporal conta uma história, escrita na linguagem da ciência.

Lucas Rabello
Lucas Rabello

Fundador do portal Mistérios do Mundo (2011). Escritor de ciência, mas cobrindo uma ampla variedade de assuntos. Ganhou o prêmio influenciador digital na categoria curiosidades.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados