O motivo perturbador pelo qual o icônico palhaço do McDonald’s foi silenciosamente eliminado

por Lucas Rabello
2 comentários 46,7K visualizações

Se você for velho o suficiente, talvez se lembre do prazer inigualável de ganhar um McLanche Feliz. Seus pais o levavam ao McDonald’s durante um passeio de fim de semana, e eis que aparecia o Ronald McDonald, uma figura tão icônica que está gravada na nossa nostalgia coletiva desde os anos 1960. Todos o conhecem – o cara no macacão amarelo com rosto branco e peruca vermelha, quase como a preparação para um filme de terror.

Ele convivia com personagens como o Prefeito Big Mac, o Hamburglar, o Grimace, a Birdie the Early Bird e The Fry Kids. Todos viviam nesse lugar fantástico chamado McDonaldland. Foi realmente um golpe de gênio do marketing – combinar esses brinquedos com as refeições infantis.

Você amava ou odiava o Ronald, dividindo opiniões ao meio. No entanto, hoje em dia, é raro ver seu grande sorriso vermelho no McDonald’s. Você provavelmente o viu pela última vez em 2016, pouco antes do McDonald’s começar a retirá-lo do foco nas suas franquias. E não, não foi nada que o Ronald fez ou deixou de fazer.

O motivo perturbador pelo qual o icônico palhaço do McDonald's foi silenciosamente eliminado

A verdadeira razão remonta a uma tendência perturbadora nas redes sociais – não, não o Desafio do Manequim. Em agosto de 2016, a estranha moda dos ‘palhaços assassinos’ ganhou força. Inicialmente, eram apenas pessoas se vestindo como palhaços sinistros e postando fotos assustadoras online. Mas a situação escalou. Esses palhaços começaram a aparecer perto de escolas, perturbando comunidades nos EUA, Canadá, Austrália e no Reino Unido. Originalmente um truque promocional para um filme de terror, a campanha saiu completamente do controle.

As coisas ficaram realmente sombrias quando uma família na Flórida foi emboscada por 20 pessoas usando máscaras de palhaço. No Reino Unido, o jornal The Sun relatou um encontro ameaçador onde um indivíduo com máscara de palhaço perseguiu um menino com uma faca. As linhas policiais ficaram congestionadas com relatos desses palhaços sinistros assustando as pessoas. Quase da noite para o dia, palhaços passaram de amados entretenedores a vilões dos espaços públicos.

Em resposta ao alvoroço, o McDonald’s emitiu uma declaração: “O McDonald’s e os franqueados nos mercados locais estão cientes do clima atual em relação às aparições de palhaços nas comunidades e, como tal, estão sendo cuidadosos em relação à participação do Ronald McDonald em eventos comunitários por enquanto.” No site do McDonald’s do Reino Unido, outro aviso informava que, embora Ronald McDonald tivesse desaparecido dos anúncios no Reino Unido, ele ainda estava ativamente promovendo novos eventos e aparecendo em restaurantes para garantir que todos aproveitassem suas refeições.

Essa mudança marcou um ponto de inflexão significativo na maneira como as marcas gerenciam seus mascotes quando o sentimento público muda drasticamente.

2 comentários

Celso Nery de Avellar 13 de abril de 2024 - 09:26

Esse mundo está muito chato, isso não pode aquilo não pode, tem que contar até dez para falar alguma coisa que ofenda aa pessoas.

Responder
Evandro dos Santos Moraes Junior 14 de abril de 2024 - 06:41

Muito bom o texto! Muito curioso e instrutivo! Parabéns!

Responder

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados