O que acontece se uma pessoa não usa traje espacial no espaço?

por Lucas Rabello
Publicado: Atualizado em 22,4K visualizações

Uma simulação recente, detalhada em um vídeo pelo DG EYE science no YouTube, fornece uma representação gráfica das severas consequências que um humano poderia enfrentar se exposto ao vácuo do espaço sem um traje espacial. O vídeo contrapõe as dramáticas representações frequentemente vistas em filmes de Hollywood, onde personagens poderiam descomprimir explosivamente. Contrariando essas representações cinematográficas, o vídeo explica que o corpo humano não explodiria no espaço devido ao ambiente de vácuo.

Os efeitos imediatos da exposição ao espaço incluem a expansão dos gases dentro do corpo, levando à ruptura do tecido pulmonar à medida que o ar dentro dos pulmões se expande. Isso é seguido pela evaporação da água da superfície dos olhos, pele e boca nos primeiros cinco segundos. Subsequentemente, a água dentro do corpo começaria a ferver, fazendo com que várias partes do corpo inchassem devido ao vácuo do espaço.

Apesar dessas reações iniciais terríveis, o vídeo esclarece que a elasticidade da pele é suficiente para impedir que ela se rasgue devido ao aumento da pressão interna. É afirmado que o sangue humano contém oxigênio suficiente para sustentar a atividade cerebral por aproximadamente 15 segundos após a exposição. Após essa duração, um indivíduo perderia a consciência, e cerca de 90 segundos depois, o coração começaria a desacelerar, levando à eventual inatividade cerebral.

A simulação elabora ainda que a morte ocorreria por asfixia aproximadamente três minutos após a exposição, desbancando o mito comum de que o congelamento imediato ocorreria devido à ausência de uma atmosfera no espaço.

O Dr. Kris Lehnhardt, associado ao Programa de Pesquisa Humana da NASA, enfatiza a natureza crítica do conteúdo de água do corpo nesse cenário. Ele explica que a expansão dos tecidos corporais contendo água representaria um problema grave, dado que a água constitui cerca de 60% do corpo humano.

Um relato anedótico de Jim LeBlanc, um engenheiro aeroespacial da NASA, adiciona uma perspectiva do mundo real à simulação. LeBlanc passou por um susto durante um teste de traje espacial em uma câmara de vácuo em 1966, quando a mangueira que fornecia ar pressurizado ao seu traje se desconectou. Ele relata sentir a saliva em sua língua começar a borbulhar momentos antes de perder a consciência, destacando o rápido início dos efeitos da exposição ao espaço.

Lucas Rabello
Lucas Rabello

Fundador do portal Mistérios do Mundo (2011). Escritor de ciência, mas cobrindo uma ampla variedade de assuntos. Ganhou o prêmio influenciador digital na categoria curiosidades.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados