Homem que morava em aeroporto há 18 anos morreu lá

por Lucas Rabello
0 comentário 450 visualizações

Quanto tempo você passa no aeroporto? Provavelmente duas ou três horas antes do seu voo, certo? Bem, imagine passar 18 anos em um aeroporto. Essa é a inacreditável história de Mehran Karimi Nasseri, um homem que viveu no aeroporto Charles de Gaulle em Paris de 1988 até 2006.

Nasseri, que se acredita ter nascido em 1945 em Israel, teve uma vida que tomou um rumo extraordinário em 1988. Depois de chegar à França sem os documentos necessários, ele se viu em uma situação complicada. Ele não podia voltar para Israel porque havia sido expulso sem passaporte, então buscou asilo na Europa. As coisas não saíram como planejado. Embora ele tenha obtido o direito de buscar refúgio na Bélgica, ele alegou que sua bagagem, incluindo todos os seus documentos, foi roubada em uma estação de trem em Paris.

Homem que morava em aeroporto há 18 anos morreu lá

Preso pela polícia francesa, Nasseri se viu em um dilema único. Sem documentos, ele não podia ser deportado nem entrar legalmente na França, então acabou no aeroporto Charles de Gaulle em agosto de 1988. Nos 18 anos seguintes, Nasseri se tornou uma figura permanente no Terminal 1, preso em um limbo legal.

Quando seus documentos de refugiado finalmente foram liberados em 1999, ele estava muito nervoso para deixar o aeroporto e, segundo relatos, recusou-se a assiná-los. Assim, ele continuou vivendo lá, dormindo em um banco de plástico vermelho e fazendo amizade com a equipe do aeroporto, que o apelidou de ‘Lord Alfred’. Ele se tornou um rosto conhecido para os passageiros que passavam por lá.

Homem que morava em aeroporto há 18 anos morreu lá

A vida de Nasseri no aeroporto terminou em 2006, quando ele foi hospitalizado e sua moradia improvisada foi desmontada. Após a estadia no hospital, ele se mudou para um abrigo em Paris. No entanto, em suas últimas semanas, ele voltou a viver no aeroporto. Em 12 de novembro de 2022, Nasseri sofreu um ataque cardíaco no Terminal 2F e faleceu, apesar dos esforços de uma equipe médica para reanimá-lo.

Sua bizarra história inspirou o filme de 2004 O Terminal, estrelado por Tom Hanks. Embora o personagem de Hanks fosse de um país fictício do Leste Europeu e vivesse no aeroporto JFK, a ideia central de um homem preso em um aeroporto devido a um limbo político foi tirada da história real de Nasseri. A vida única de Nasseri em Charles de Gaulle se tornou um símbolo de um homem preso pela burocracia, vivendo uma vida que parecia mais estranha do que a ficção.

Inscreva-se no canal Mistérios do Mundo no YouTube

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados