Homem que ganhou na loteria 14 vezes explica matemática fácil que usou para vencer o sistema

por Lucas Rabello
0 comentário 8,5K visualizações

Ganhar na loteria mesmo uma vez é como acertar o grande prêmio dos sonhos. Imagine a cena: você está no bar, com uma bebida gelada na mão, conversando sobre como gastaria esse dinheiro. “Eu tiraria umas férias monstruosas, talvez vivesse em um navio de cruzeiro!” ou “Eu compraria uma mansão com piscina!” são refrões comuns nessas conversas. É divertido pensar nisso, claro, mas vamos encarar, as chances de ganhar muito são pequenas.

Conheça Stefan Mandel, um matemático romeno com um talento especial para virar as probabilidades a seu favor. Mandel não é apenas um apostador sortudo; ele ganhou na loteria 14 vezes. Isso mesmo, quatorze. E ele não dependeu apenas da sorte. Sua arma? A boa e velha matemática, especificamente um método que ele chamou de ‘condensação combinatorial’.

A ideia de Mandel o levou a se associar com investidores e formar um sindicato, o International Lotto Fund, de olho nas loterias do mundo inteiro. Sua teoria, que ele detalhou em uma entrevista no YouTube, era simples, porém revolucionária: “Teoricamente, qualquer pessoa pode comprar todas as combinações possíveis”, ele afirmou. “Qualquer estudante do ensino médio pode calcular essas combinações.”

Seu método era atacar loterias onde o custo de comprar todas as combinações possíveis de números era menor que o prêmio principal. Pegue a Loteria da Virgínia nos EUA, por exemplo. Com os jogadores escolhendo seis números de 1 a 44, o total de combinações somava 7.059.052. Mandel calculou que, com o prêmio principal em robustos US$ 27 milhões, a matemática estava a seu favor.

Aqui é onde fica inteligente: o jogo da Virgínia permitia que os jogadores imprimissem seus próprios bilhetes. Então, Mandel e sua equipe produziram os bilhetes necessários diretamente de casa, contornando habilmente quaisquer sobrancelhas levantadas nas lojas de conveniência locais. E em fevereiro de 1992, eles não apenas ganharam o prêmio principal de US$ 27 milhões; eles também arrebataram um adicional de US$ 900 mil em prêmios menores.

Mas uma operação tão astuta não passou despercebida. Um investigador da Austrália entrou em contato com a Loteria da Virgínia, insinuando possível jogo sujo como lavagem de dinheiro ou envolvimento da máfia. No entanto, após uma investigação minuciosa, descobriu-se que o grupo de Mandel não havia ultrapassado nenhuma linha legal.

Mandel desde então se aposentou do jogo da loteria e, segundo relatos, vive em Vanuatu. Refletindo sobre suas aventuras, ele certa vez disse a um jornal romeno, “Sou um homem que assume riscos, mas de forma calculada. Aparar minha barba é uma loteria: sempre há a possibilidade de eu me cortar, ter uma infecção no sangue e morrer — mas eu faço mesmo assim. As chances estão a meu favor.”

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados