Você se lembra do bebê que nasceu sem uma parte do cérebro? Veja como ele está hoje

Quando os pais do pequeno Jaxon Buell foram realizar a ecografia para ver como estava seu bebê, os médicos lhe disseram que era melhor abortá-lo, pois o bebê só tinha parte do cérebro e do crânio, e nasceria com muitos problemas. Brittany, a mãe, se negou a fazê-lo e quis ter seu filho da mesma forma, apesar dos prognósticos desanimadores.

Finalmente Jaxon nasceu, com hidranencefalia, uma condição na qual os hemisférios cerebrais estão ausentes e são substituídos por sacos com líquido cefalorraquidiano. Os prognósticos seguiam sendo um pouco desanimadores, pois os médicos disseram que o bebê não sobreviveria mais de uma semana. Mas Jaxon provou o contrário e agora já tem mais de dois anos de idade.

Brandon Buell

As coisas não foram fáceis. Jaxon nasceu com apenas 20% do seu cérebro e grande parte do crânio simplesmente não existia. Nasceu com a pele quase azul e com o cordão umbilical enroscado em volta do pescoço. Mas ele conseguiu vencer todo o contratempo. Inclusive pode até sorrir e dizer a seus pais que os ama.

“Tem dias difíceis. Há dias desafiantes. Há dias que quebram nossos corações ao vê-lo se comunicando conosco. Nós três juntos passamos por muita coisa, mas seguimos aqui, juntos, desfrutando do nosso filho e creio que isso é o mais importante”.

– Brandon Buell, ao Daily Mail.

Brandon Buell

Entretanto, ainda que Jaxon tenha tido uma vida tranquila por mais de dois anos, os médicos insistem que ele não viverá por muito tempo. Mas seus pais acreditam plenamente que poderão ter seu filho por muitos anos mais.

“Lhe damos tudo que podemos dar. Brincamos com ele como uma criança normal e, honestamente, não penso nisso todos os dias porque já me preparei mentalmente para quando acontecer”.

– Brittany, mãe de Jaxon, ao Daily Mail.

Jaxon tem oito médicos especialistas a sua disposição, que trabalham para melhorar sua saúde. Atualmente tenta pegar coisas com as mãos, mas precisa abri-la de tempos em tempos porque seu cérebro costuma enviar sinais para que seus músculos se contraiam.

Por outro lado, quem está a cargo do bebê é Brittany, sua mãe, pois assim ela pode ajudá-lo a progredir com as terapias e exercitá-lo constantemente, além de alimentá-lo e dar os remédios necessários para seu desenvolvimento.

Brandon Buell

Finalmente, a família Buell acredita que a história de seu filho é inspiradora e que ajudará outras pessoas. Além disso, asseguram que estão orgulhosos de Jaxon e que seguirão dando a ele o que merece e necessita.

E você, o que achou da história?

Comentários
Carregando...