Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

Vietnamita cria lugar para honrar crianças abortadas e salvar a vida de jovens sem condições

Ton Phuoc Phuc, do Vietnã, mostrou ao mundo o que é o altruísmo. Ele já salvou a vida de mais de 100 crianças ao longo dos últimos 15 anos.

Facebook/Tống Phước Phúc Orphanage
Facebook/Tống Phước Phúc Orphanage

Tudo começou em 2001, quando sua esposa estava grávida, mas acabou perdendo o bebê. Ele precisou de um pouco de tempo para entender de fato o que estava acontecendo em sua vida. A ideia de que essas vidas não tinham a possibilidade de chegar a esse mundo simplesmente partiu o coração do rapaz.

Então, Tong perguntou se poderia pegar o cadáver da criança abortada para dar-lhe um enterro digno, em um lugar apropriado.

Phuc então comprou um pedaço de terra em uma montanha chamada Hon Thom, na cidade Nha Trang, usando sua poupança. Tong começou então a disponibilizar o local para o enterros desta natureza. No começo, sua mulher pensou que ele estava louco, mas a ideia do rapaz era nobre. Para ele, seu cemitério não é um lugar apenas de tristeza, é um jardim destinado às mulheres que estão se sentindo ‘confusas’.

foto2
Facebook/Tống Phước Phúc Orphanage

Mulheres sem condições de criar e sustentar suas crianças começaram então a procurar Tong, pedindo ajuda. O homem então passou de ‘coveiro’ para salvador de vidas, adotando diversas crianças. A ideia é que quando as mulheres tenham conquistado melhores condições de vida, as crianças voltem para elas.

foto-3
Facebook/Tống Phước Phúc Orphanage

Então, o que antes era um cemitério, acabou se tornando uma casa especial para mais de 100 crianças.

Como era impossível lembrar o nome de todas as crianças, cada uma recebe apelidos simples, e todos os garotos recebem o nome “Vinh” (honra), enquanto as garotas são chamadas de “Tam” (coração). O segundo e terceiro nome são compostos pelo nome da mãe e da família de Tong, respectivamente.

Criar tantas crianças não é uma tarefa fácil, obviamente, mas Tong ama o que faz. “Vou continuar com esse trabalho até meu último suspiro. Eu espero que minhas crianças continuem meu trabalho quando eu morrer”, exaltou Tong, que certamente nunca será esquecido pelas crianças que participam do seu programa.

foto4
Facebook/Tống Phước Phúc Orphanage
Comentários
Carregando...