‘Vespas assassinas gigantes’ assustam moradores dos Estados Unidos

Com cerca de 5 centímetros de comprimento, a vespa gigante asiática é a maior do mundo, e foi agora vista nos Estados Unidos. Sua picada pode ser fatal para os seres humanos.

Os cientistas estão preocupados que essas vespas possam se espalhar por todo o estado de Washington e além, apresentando um perigo para as abelhas dos EUA – que já estão em declínio – e para os seres humanos.

Ninguém sabe como os insetos chegaram aos Estados Unidos. Mas as descobertas dispararam alarmes e os insetos começaram a aparecer nas redes sociais como “vespas assassinas”. Esses predadores, nativos do leste da Ásia e do Japão, são famosos por dizimar colônias de abelhas.

Com o veneno tóxico que seus ferrões produzem, os insetos já são conhecidos por matar pessoas em seus habitats nativos: no Japão, uma média de 30 a 50 pessoas por ano morrem de picadas de vespas. Em 2013, quando as populações de vespas eram extraordinariamente altas, elas mataram 42 pessoas em uma única província chinesa. Os incidentes mais graves ocorrem quando as pessoas se aproximam ou perturbam as colméias dos insetos.

Esses insetos “são bastante formidáveis”, diz Chris Looney, um entomologista do Departamento de Agricultura do Estado de Washington. “Estou muito preocupado.”

Como as vespas produzem colmeias subterrâneas que geram calor, Looney e seus colegas também estão experimentando tecnologias de imagem sensíveis ao calor para ajudar a encontrar as colmeias.

Ainda assim, “vai ser difícil” parar a vespa, diz Looney. “Mas sim, temos uma chance.”

As vespas gigantes asiáticas têm ferrões que podem perfurar roupas de proteção que os apicultores normalmente usam. Pesquisas mostram que, mesmo em pessoas que não são alérgicas, 50 ou menos picadas podem causar morte devido a danos nos rins.

Desde que as vespas chegaram às notícias dos EUA, Looney foi inundado por e-mails de americanos preocupados que pensam ter visto o inseto. Em resposta, ele enfatiza que apenas dois avistamentos da vespa gigante asiática foram confirmados nos EUA – e que as pessoas que pensam que a viram no leste da América do Norte provavelmente a confundem com a vespa européia (Vespa crabro), que parece semelhante, mas é menos agressiva e perigosa. [NationalGeographic]

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.