Urso polar exausto foi encontrado vagueando em vila russa a 700 quilômetros de casa 

Em fevereiro, a vila ártica Novaya Zemlya, no norte da Rússia, experimentou uma invasão diferente de qualquer outra. Ursos polares, expulsos de seu território habitual mais ao norte, haviam invadido o acampamento remoto.

Segundo o The Moscow Times, exemplos desse fenômeno só aumentaram desde então. Agora, um urso macho jovem e exausto que apareceu em um bloco de gelo foi avistado no extremo leste da Rússia – 700 quilômetros ao sul de seu habitat natural.

Naturalmente, os climas mais quentes e seus efeitos subsequentes sobre a vida selvagem perigosa, como os ursos polares, correlacionam-se diretamente com sua presença em cidades e aldeias populosas. A questão tornou-se tão terrível em fevereiro que as autoridades em Novaya Zemlya declararam estado de emergência.

Isso começou a representar sérios riscos para as pessoas, que de repente poderiam ser confrontadas por um desses predadores ao sair de casa. Até o exército russo se envolveu no inverno passado para ajudar a administrar a situação.

Em relação ao mais novo caso, de acordo com o The Independent, os ambientalistas acreditam que o predador provavelmente perdeu todo o senso inato de direção depois que seu bloco de gelo viajou para o sul.

“Devido à mudança climática, o Ártico está ficando mais quente, e o ambiente de caça está ficando menor e menos conveniente”, disse Vladimir Chuprov, do Greenpeace. “O gelo está recuando e os ursos polares procuram novas formas de sobreviver e a maneira mais fácil é chegar às pessoas.”

“O urso parece esgotado e fraco”, disse Svetlana Gubareva, vice-chefe do distrito Olyutorsky, de Kamchatka. O urso realmente parecia cansado e bastante desnutrido.

Os aldeões capturaram muitas imagens do urso desde a sua chegada à região. Os moradores observaram o animal nadar até a praia procurar alimentos.

As autoridades de Kamchatka esperam transportar o predador de volta para Chukotka, de onde ele veio. Para fazer isso, é claro, eles terão que sedar o animal com um tranquilizante, o que está programado para acontecer em algum momento nesta semana.

Infelizmente, a chegada desse urso polar é um lembrete gritante de quão sérias nossas questões climáticas se tornaram – e agravadas pelo fato de que a Rússia classifica os ursos polares como uma espécie em extinção. [5 fatos que mostram que podemos estar caminhando para uma extinção em massa]

Esperançosamente, este urso polar subnutrido conseguirá voltar para casa e conseguir alguns alimentos bem merecidos, como a natureza pretendia.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.