Uma Terceira Guerra Mundial pode mesmo ocorrer em breve?

Com informações de Neal Baker, Tom Gillespie e Mark Hodge | The Sun

A frase já atribuída a uma série de personalidades, “eu não sei como será a terceira guerra mundial, mas a quarta será com paus e pedras”, pode estar próxima de ser posta à prova. Pelo menos esse é o temor de políticos, governantes e população em geral nos mais diversos países ao redor do globo. Isso porque a tensão entre Coreia do Norte, China, Estados Unidos e Rússia não parece diminuir. Os Estados Unidos recentemente realizaram ataques na Coreia do Norte – país que, conforme relembra o The Sun, já realizou 24 testes nucleares no ano passado, violando tratativas e combinações do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Mesmo sabendo que estão violando as regras de paz, os norte-coreanos já tentaram lançar um novo míssil em 2017 – no entanto, ele acabou falhando. Não bastasse, os Estados Unidos também já encaminharam navios de guerra e tropas para o Mar do Japão, que de acordo com o The Sun também já conta com navios de espionagem russos e chineses.

Autoridades da Coreia, de acordo com a publicação britânica, já indicam que uma guerra de proporções internacionais pode ser iniciada por conta dos movimentos norte-americanos, enviando navios de guerra para a região. Entretanto, especialistas dizem que dificilmente os coreanos tomariam as rédeas do conflito, inicialmente, já que conhecem o poder de fogo dos EUA, que ao que tudo indica, seria o personagem mais “forte” em um eventual conflito.

O The Sun dá conta de que os Estados Unidos possuem um arsenal invejável de jatos de guerra de última geração, 14 mísseis balísticos submarinos, 280 mísseis nucleares, mísseis guiados submarinos e 54 submarinos de ataque nuclear. Um poderio de causar temor em praticamente qualquer exército. A Rússia, como outro exemplo, conta apenas com 60 submarinos, mas a publicação britânica ressalta o poder de furtividade dos russos.

A China, considero um país emergente também em níveis bélicos, conta com 5 submarinos de ataque nuclear, 53 submarinos diesel e quatro submarinos nucleares lançadores de mísseis balísticos.

Sem sombra de dúvidas, se a tensão entre os países envolvidos não retroceder, confrontos desastrosos podem acometer o Planeta Terra em breve.

Comentários
Carregando...