Thomas Wedders, o homem que supostamente tinha um nariz de 19 centímetros

O boneco de madeira de Gepeto, Pinóquio, foi amaldiçoado com um nariz que crescia cada vez que ele contava uma mentira. Se ele fosse um menino de verdade, seu nariz teria conhecido apenas um rival das páginas da história: o de Thomas Wedders.

Wedders, que viveu no início do século 18, tinha um nariz que supostamente media 19 centímetros de comprimento. Tal nariz seria considerado um caso extremo de hipertrofia.

De acordo com o livro de 1896 de George Gould e Walter Pyle, Anomalies and Curiosities of Medicine, Wedders exibiu seu nariz extraordinário em todo a Yorkshire, Inglaterra.

A Revista Strand , Vol. XI, também de 1896, expandiu o relato de Gould e Pyle:

“Assim, se os narizes foram sempre uniformemente exatos em representar a importância do indivíduo, esse digno deveria ter acumulado todo o dinheiro na Threadneedle Street e conquistado toda a Europa, pois esse nariz prodigioso dele era um composto do aquisitivo com o marcial.”

“Mas ou seu queixo estava muito fraco ou sua testa muito baixa, ou a Natureza havia se esgotado tanto na tarefa de dar um nariz a esse prodígio que se esqueceu completamente de dotá-lo de cérebro; ou talvez, o nariz bloqueou esta última mercadoria.”

Hoje, o nariz de Wedders ainda é observado na forma de uma estátua de cera no Ripley’s Believe It Or Not Odditoriums. Lá, você pode decidir acreditar que seu nariz era tão grande quanto anunciado, ou que o passar do tempo exagerou seu comprimento, tornando este conto tão ficcional quanto Pinóquio.

buy metformin metformin online