Terraplanistas atacam novamente: A bizarra teoria da conspiração sobre as árvores

Às vezes, quando nos deparamos com informações na internet, nem sempre sabemos as intenções da pessoa que as postou e se são sérias ou não. A teoria da Terra plana que você verá a seguir é bem assim: não dá para saber com certeza se as pessoas que a defendem estão falando sério ou não. Parece que certos terraplanistas agora adotaram a nova conspiração de que não existem árvores.

O Monumento Nacional da Torre do Diabo em Wyoming é um lacolítico feito de rocha ígnea (magma) e sem dúvida não é um toco de árvore.     © Shutterstock

Segundo essa teoria, tudo o que vemos hoje em florestas, parques e jardins não são árvores. São arbustos – mudas de árvores antigas da Terra que em certo momento já chegaram até 64 quilômetros de altura com troncos de 2 quilômetros de diâmetro, mas que não existem mais.

Essa “teoria” remonta a um vídeo no YouTube postado em 2016 por um homem da Crimeia que se chamava Людин Рɣси, cuja conta agora está desativada. O vídeo foi assistido centenas de milhares de vezes. Embora o vídeo original tenha sido removido, a teoria continua viva em outros vídeos derivados (como a versão a seguir).

O vídeo alega que milhares de anos atrás um evento cataclísmico destruiu 99% da biosfera da Terra e levou consigo as “florestas reais”. Se você está procurando evidências dessas antigas árvores gigantes, o vídeo oferece isso em abundância. Ele sugere que características geológicas como montanhas e planaltos são, na verdade, os restos dessas árvores antigas. O vídeo mostra imagens de Uluru na Austrália, a Giant’s Causeway na Irlanda do Norte e a Torre do Diabo em Wyoming, EUA, ao lado de fotos de troncos de árvores reais, pedindo aos espectadores para identificar a diferença. Por serem iguais, sugere que devem ser os mesmos, já que a única diferença é material e tamanho. (Material e tamanho, claro, são muito importantes, diferenças fundamentais usadas para diferenciar objetos).

Ele continua alegando que todas as rochas na Terra não são rochas, mas sim escombros deixados por trás desses antigos gigantes e as montanhas de topo achatado são apenas os tocos cortados de árvores que foram destruídas no evento cataclísmico anterior.

Uluru, no Território do Norte da Austrália. Anteriormente conhecido como Ayers Rock, e não um tronco de árvore gigante.   © Shutterstock

Existem algumas diferenças fundamentais importantes entre árvores e rochas, como um arborista comenta no portal Quartz. Por exemplo, um é uma coisa orgânica viva feita principalmente de carbono e a outra é uma coisa não-viva inorgânica feita de minerais.

O vídeo foi rechaçado muitas vezes por muitas fontes, que também descobriu que o famoso monumento nacional de montanha com topo achatado, a Torre do Diabo em Wyoming, tinha um sistema de raízes.

Entre os muitos aspectos bizarros dessa conspiração está a questão dessa teoria ser discutida em círculos de terraplanistas. Não tem ligação óbvia com a ideia de que a Terra não é o globo que conhecemos e é, em vez disso, contra todas as probabilidades e evidências, um disco plano. Bom, talvez estranho atraia estranho, não é mesmo?

você pode gostar também
3 Comentários
  1. Everson Diz

    Vcs estão negando as sagradas escrituras estão negando a Deus (YAHU). Tomem cuidado uma hora a conta vai chegar..

  2. Joao carvalho Diz

    YHWH ( iau ) verdadeiro nome do Eterno.

  3. adriano Diz

    tem coisas q eh melhor nem falar. esses caras sao doentes. ja imaginaram o sol plano?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.