Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

Talvez o apêndice não seja tão inútil quanto pensávamos. Entenda o motivo

A função do apêndice sempre foi um mistério; na pior das opções, ele é inútil. No entanto, uma equipe de pesquisadores estadunidenses tem uma teoria sobre qual o propósito do órgão.

Os pesquisadores da Universidade do Centro Oeste do Arizona têm trabalhado em um estudo que sugere que o apêndice pode servir como “reservatório” para as bactérias intestinais benéficas.

O órgão é amplamente por não se saber qual a sua função nos seres humanos. O próprio Charles Darwin chegou a afirmar que o apêndice é o vestígio de um órgão que servia para ajudar na digestão de folhas. No entanto, apenas poucos mamíferos têm o órgão.

Neste estudo, a professora de anatomia Heather Smith e sua equipe acompanharam a história evolutiva do apêndice, estudando 533 mamíferos. Sua pesquisa descobriu que o apêndice evoluiu de forma independente pelo menos 30 vezes em várias linhagens de mamíferos. O interessante disto é que uma vez que o órgão aparece, quase nunca desaparece, o que sugere a existência de alguma função vantajosa.

O estudo buscava verificar se fatores ecológicos – como a dieta, o clima e o habitat – poderiam estar relacionados com a presença do apêndice. Ao invés disso, eles descobriram que as espécies com apêndice possuem maiores concentrações médias de tecido linfoide, que é fundamental para respostas imunes.

Pesquisas nos últimos anos mostraram que o tecido linfático também pode estimular o crescimento de bactérias intestinais benéficas. Isto levou a equipe a concluir que o órgão desempenha algum papel no sistema imunológico, particularmente agindo como “reservatório” para bactérias intestinais.

A teoria ainda não pode ser tratada como um fato, mas talvez finalmente tenhamos encontrado o propósito da existência do apêndice.

Comentários
Carregando...