SpaceX está recrutando voluntários para testar serviço de Internet da Starlink

A SpaceX, empresa de Elon Musk, está investindo pesado na sua missão de levar acesso à Internet até lugares afastados, isolados e com problemas de conectividade. Para tanto, já são mais de 500 satélites Starlink lançados, e agora a companhia está pronta para dar um novo passo.

De acordo com informações do portal ‘ZDNet‘, a empresa agora busca voluntários para testar os serviços de Internet, recebendo atualizações dos satélites da SpaceX.

Ainda segundo a ZDNet, os voluntários que estão se inscrevendo no site da companhia recebem um e-mail assim que completam a inscrição, dizendo: “O Starlink foi projetado para fornecer conexão de banda larga com alta velocidade para localidades com acesso pouco confiável, caro ou indisponível. Os testes beta privados devem começar no final deste verão, e serão seguidos por testes públicos, começando com latitudes mais altas”.

Empresa comandada por Elon Musk tem autorização para lançar até 30 mil satélites Starlink. O objetivo é levar Internet para localidades remotas. | Foto: Pixabay.

A Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) já autorizou a empresa de Elon Musk a lançar até 30 mil satélites do tipo Starlink para viabilizar seu projeto. Os lançamentos, no entanto, estão sendo realizados com cautela, de forma espaçada. Até o momento, são 540, sendo que os últimos 58 satélites foram lançados no último dia 13. Musk, à imprensa, informou que este aparato já é suficiente para oferecer uma cobertura “menor”, e que pelo menos 800 satélites seriam necessários para que essa cobertura subisse para um nível “moderado”.

O serviço de Internet banda larga que será oferecido pela SpaceX vem sendo alvo de questionamentos pelo atual presidente da FCC, Ajit Pai, que diz não ter certeza sobre a capacidade do projeto oferecer conexões com latências satisfatórias. Musk, no entanto, disse em coletiva realizada no começo de 2020 que o serviço de Internet pretendido por sua companhia deve oferecer latências abaixo dos 20 milissegundos. Estes valores, de acordo com a companhia, estariam dentro dos padrões praticados normalmente.

Clique aqui para acessar o site da Starlink.

Fonte: ZDNet.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.