Pular para o conteúdo
Simulação bizarra mostra o que aconteceria se você caísse nas hélices de um helicóptero

Simulação bizarra mostra o que aconteceria se você caísse nas hélices de um helicóptero

Você já se perguntou o que poderia acontecer se de alguma forma você fosse triturado por uma hélice de helicóptero? Bem, aqui está a resposta, que também responde a pergunta do “por que helicópteros não têm assentos ejetores?”.

A morte é uma parte inevitável da vida e há muitas maneiras diferentes de ocorrer. Algumas das formas mais horríveis de morrer incluem cair de grandes alturas, ser queimado vivo, afogar-se ou ser atacado por animais selvagens. Essas mortes não são apenas trágicas, mas também incrivelmente assustadoras de se pensar.

No entanto, a morte nem sempre está sob nosso controle. Às vezes, acontecem acidentes que podem levar a um desfecho trágico. Um exemplo disso é o paraquedismo, em que um mau funcionamento do paraquedas pode resultar em uma colisão com um helicóptero voando baixo.

Esse cenário foi simulado recentemente em um vídeo postado no Reddit, onde uma figura 3D é lançada em cima de um helicóptero. A figura é então cortada em pedaços minúsculos pelas hélices do helicóptero e é arremessada para trás no ar.

Essa simulação é baseada na suposição de que a pessoa cairia direto nas lâminas, mas a realidade poderia ser mais confusa. Alguns dos comentários argumentaram que um corpo humano causaria danos significativos às lâminas, o que afetaria o resultado.

Independentemente dos detalhes, é claro que tal cenário seria incrivelmente horrível e aterrorizante.

Simulation of body falling through helicopter blades….no wonder they call them choppers from Damnthatsinteresting

Embora possa ser difícil pensar, cenários como esse servem como um lembrete para sempre ser cauteloso e tomar precauções de segurança em atividades de alto risco. É importante estar preparado para o pior cenário e fazer tudo ao nosso alcance para evitá-lo. A ideia de morrer de maneira tão horrível não é algo que nenhum de nós queira contemplar, mas é essencial estar ciente dos riscos e tomar medidas para nos proteger.