Pular para o conteúdo
Mãe é julgada por chamar filho de 'bebê arco-íris'

“Seu filho ainda não nasceu e já é gay?”: Mãe é julgada por chamar filho de ‘bebê arco-íris’

Patricia López é uma atriz chilena bastante conhecida, com mais de 140.000 seguidores no Instagram, onde costuma compartilhar detalhes sobre sua gravidez e o nascimento de seu filho, Río.

Recentemente, no entanto, ela foi vítima de um ataque por parte de uma seguidora que não compreendeu o termo “bebê arco-íris” que a atriz havia usado em um de seus posts.

“Bebê arco-íris? Seu filho ainda não nasceu e já é gay? Que mundo…”, escreveu a usuária, associando o termo à comunidade LGBTQ+ e interpretando que López estaria assumindo a orientação sexual do seu filho antes mesmo dele nascer.

No entanto, López explicou que o termo “mãe arco-íris” é usado para se referir às futuras mães que sofreram uma perda, e que as crianças que morreram e as mães que sofreram essa perda são chamadas de “crianças arco-íris”. Ela ainda deu um recado para as pessoas, pedindo que informem-se antes de atacar outras.

Bebês arco-íris são o resultado de tentativas de concepção infrutíferas, muitas vezes marcadas por abortos espontâneos ou partos prematuros. Portanto, o nascimento desses bebês é uma ocasião de grande alegria e emoção, marcando um novo capítulo na vida do casal, que finalmente vê o sonho da maternidade se tornar realidade.

Mistérios do Mundo

Reprodução

A atriz tem usado seu Instagram para compartilhar reflexões, experiências e conselhos para mulheres grávidas ou que acabaram de se tornar mães, e é importante lembrar que cada pessoa tem sua própria história e experiência, e é fundamental respeitar e compreender isso antes de fazer qualquer tipo de comentário.

As redes sociais podem ser um lugar de conexão e apoio, mas também podem ser um local onde as pessoas são expostas a críticas e ataques sem fundamento. É fundamental que as pessoas se informem e respeitem os limites e a privacidade dos outros antes de compartilhar qualquer tipo de opinião ou comentário.