7 condições mentais bizarras que você talvez não conheça

Nosso cérebro, com toda a sua complexidade, é responsável por tudo aquilo que fazemos, sentimentos e pensamos. Mesmo com os avanços na área da saúde e tecnologia, nós ainda não temos condições de entender completamente tudo aquilo que nosso cérebro é capaz de processar.

Por isso, muitas vezes, é extremamente difícil entender suas complicações, doenças e distúrbios. Mesmo com as pesquisas esclarecedoras realizadas principalmente nas últimas décadas, os pesquisadores apenas começaram a compreender melhor o que significam essas condições.

Síndome de Alice no País das Maravilhas

Nessa lista, confira sete das alucinações mais ‘estranhas’ que nós já conhecemos:

1 – Síndome de Alice no País das Maravilhas

Essa síndrome consiste em percepções distorcidas do tempo e do espaço – daí vem a alusão à obra de Lewis Carroll.

As pessoas que possuem essa condições descrevem objetos ou partes do corpo como maiores ou menores do que a realidade, ou então dizem que possuem formatos diferentes dos verdadeiros. O tempo também passa de maneira diferente na mente dessas pessoas.

Essa síndrome parece ser causada por infecções virais, epilepsia, dores muito fortes na cabeça e tumores cerebrais. Rumores dizem que o próprio autor de Alice no País das Maravilhas sofria com a esses problemas por conta de fortes dores de cabeça, e isso teria inspirado a obra.

2 – Síndrome do Cadáver Ambulante

Síndrome do Cadáver Ambulante

Nessa rara condição cerebral, as pessoas sentem como se estivessem morrendo, ou como se já estivessem mortas. Em alguns casos, os pacientes dizem também que acreditam ter perdido seus órgãos.

A primeira vez que a condição foi descrita na literatura médica foi pelo neurologista Jules Cotard, em 1880. O médico fez a descoberta com uma mulher que sofria de depressão e também possuía sintomas de psicose. Ela acredita não possuir um cérebro, nem intestinos, e isso a levava a crer que não precisava comer. No fim, ela morreu de fome.

3 – Síndrome de Charles Bonnet

Essa condição normalmente afeta pessoas que perderam a visão, e envolve alucinações visuais complexas e vívidas.

Na maior parte das vezes, a condição faz com que os portadores visualizem alucinações envolvendo rostos, desenhos, padrões e objetos, e isso ocorre porque o cérebro para de receber informações visuais da retina, e começa a fazer suas próprias imagens.

De acordo com estudos, a condição ocorre entre 10 a 40% dos adultos que passam por perdas significativas de visão.

.

4 – Licantropia clínica

Licantropia clínica

Nesse distúrbio, a pessoa afetada acredita que pode se transformar, ou ser transformada em um animal não-humano. Esse é um dos distúrbios mais raros, e na maioria das vezes o afetado acredita poder se transformar em um lobisomem.

5 – Síndrome de Capgras

Síndrome de Capgras

As pessoas que sofrem com a Síndrome de Capgras acreditam que um impostor está no lugar de uma pessoa amada, como seus pais, esposa ou marido, por exemplo. Eles não acreditam que aquelas pessoas são, de fato, elas.

Essa síndrome parece mais comum em pessoas com esquizofrenia, Alzheimer, Parkinson, entre outros problemas cerebrais.

6 – Síndrome de Otelo

Nomeada em alusão ao personagem de Shakespeare, essa síndrome envolve uma crença paranoica de que o parceiro(a) amoroso(a) está cometendo traição. As pessoas com essa condição podem possuir pensamentos obsessivos e até mesmo demonstrar comportamentos agressivos e violentos.

7 – Síndrome de Ekbom

Os pacientes com essa condição mental acreditam estar infectados com parasitas que caminham por baixo de sua pele. Esses pacientes relatam fortes coceiras, mordidas e às vezes acabam se auto-mutilando em uma tentativa de se livrar da paranoia – o que, em certos casos, acaba produzindo machucados e infecções reais.

Comentários
Carregando...