Início » Curiosidades » É perigoso consumir sementes de maçã?

É perigoso consumir sementes de maçã?

Lucas R.

Publicado em

É perigoso consumir sementes de maçã?
Os mitos e verdades sobre as sementes de maçã. Descubra se realmente são venenosas e quanto você precisaria consumir para correr riscos.

Maçãs! Suculentas, refrescantes e frequentemente saudadas como o lanche de fruta por excelência. Esses pequenos pacotes de alegria têm enriquecido nossa dieta por séculos. Mas, por trás de sua deliciosa e doce polpa, existe uma lenda que passou de geração em geração: a ideia de que as sementes de maçã podem nos envenenar. Porém, antes de empurrar essa maçã com horror puro, vamos dissecar essa história de maçã e separar os fatos dos mitos.

A verdadeira história da amigdalina nas maçãs

Primeiro de tudo, as sementes de maçã realmente são os personagens vilões que pintam por aí? Não exatamente. Aqui vai a verdade: enquanto as sementes de maçã contêm um composto chamado amigdalina, você precisaria devorar um número astronomicamente alto de sementes antes de precisar soar os alarmes.

A amigdalina faz parte de uma grande família de compostos vegetais naturais chamados glicosídeos cianogênicos. Esses compostos, por mais sofisticados que pareçam, têm uma tarefa primordial no reino vegetal: agir como guarda-costas. Pense neles como o próprio pesticida da natureza, um mecanismo de defesa para manter pragas afastadas. Eles são como uma espécie de fosso químico ao redor do precioso castelo da planta. Quando essas sementes quebram ou mastigam, elas liberam cianeto de hidrogênio – um composto que, definitivamente, não tem uma mensagem de ‘bem-vindo’ para quem o consome. De fato, em doses suficientemente altas, ele pode ser letal.

VEJA TAMBÉM:
Misteriosa espiral azul aparece no céu sobre o Havaí e choca espectadores

Sementes de maçã: os fatos e os mitos

Então, vamos conectar os pontos. Se as sementes de maçã contêm amigdalina e a amigdalina libera cianeto de hidrogênio quando mastigada, morder as sementes de maçã transforma nossa fruta favorita em um lanche perigoso? Felizmente, nossa história tem uma reviravolta.

Embora seja tecnicamente verdade que mastigar sementes de maçã libera cianeto de hidrogênio, a quantidade real encontrada em uma, duas ou até uma dúzia de maçãs é minúscula. Imagine: você precisaria comer e mastigar meticulosamente as sementes de cerca de 18 maçãs, tudo de uma vez, para sequer se aproximar de uma dose potencialmente prejudicial desse composto.

Porém, não me interpretem mal. Ingerir uma quantidade significativa de cianeto de hidrogênio não é nada agradável. Sintomas de leve intoxicação por cianeto vão de dores de cabeça e tontura a confusão e ansiedade. Em casos mais graves, pode causar sérias complicações de saúde. Mas lembre-se, você precisaria consumir centenas de sementes de maçã, e não apenas engolir, mas mastigá-las completamente, para chegar a esse ponto.

VEJA TAMBÉM:
Conheça a escultura gigante do século 16 esconde até salas secretas em seu interior

Para colocar as coisas em perspectiva, de acordo com nossos amigos do MedicalNewsToday, uma dose que poderia ser letal para humanos varia entre 50 a 300 mg de cianeto de hidrogênio. Dado que as sementes de maçã liberam cerca de 0,6 mg desse composto por grama, você embarcaria em uma maratona de comer maçãs para chegar perto desses números.

Conclusão

Em suma, a maçã, como um todo, continua sendo uma potência de nutrientes. Rica em fibras, vitaminas e antioxidantes, ela é o cartaz do ditado “Uma maçã por dia mantém o médico longe”. Como membros da família Rosaceae, as maçãs são parentes de pêssegos, peras, cerejas e ameixas, todas frutas que enriqueceram nossa dieta por milênios, nutrindo nossos corpos e satisfazendo nosso paladar.

Photo of author
Editor-chefe do portal Mistérios do Mundo desde 2011. Adoro viajar, curtir uma boa música e leitura. Ganhou o prêmio influenciador digital na categoria curiosidades.