Se você sente muito sono à tarde, isso pode te explicar bem o motivo

Se você faz parte do time da “sonequinha” à tarde, que luta diariamente para tentar manter os olhos abertos após aquele almoço, acalme-se: você não está sozinho.

O sono da tarde é algo que afeta tantas pessoas que, inclusive, virou um assunto para a ciência, de forma que o mistério foi então revelado. Se você sente muito sono à tarde, isso pode te explicar bem o motivo – veja e descubra como evitar a preguiça vespertina:

Pesquisadores australianos, de acordo com informações de Noel Kirk Patrick do Mother Nature Network, descobriram que há uma mudança drástica no sistema de “recompensa e reforço” do cérebro, que possui sua atividade bem reduzida depois do almoço, em comparação com a manhã ou à noite.

Esse sistema desempenha uma função crucial para a sobrevivência humana e fornece motivação para que os indivíduos sobrevivam em seu estado natural, desempenhando determinadas ações. Todos os elementos emocionais, motivacionais e cognitivos estão relacionados gerando a sensação de prazer ou de desagrado com os resultados, sendo que sentimos prazer às recompensas e desagrado pelas punições, de modo a mudarmos as nossas ações de forma contínua para obter as recompensas ou evitar as punições, caracterizando assim o aprendizado. O sistema de recompensa e reforço é regulado pelo organismo, assim como os hormônios, e por isso sofre variações durante o dia – principalmente à tarde, após o almoço.

E por que isso ocorre? Bem, a ciência explica: imagine-se em duas situações, sendo a primeira uma festa de aniversário surpresa e a segunda uma festa agendada. No primeiro caso o cérebro precisa trabalhar um pouco mais para contextualizar o evento, ao passo que o segundo, por já ser esperado, exige menos informações a serem processadas. Agora pense em duas realidades simultâneas ocorrendo com você, nesse preciso instante? Seria bem complicado, certo?

Os pesquisadores apontam que essa variação na atividade cerebral constante, assim como nos exemplos da festa de aniversário, pode ser uma herança evolutiva enquanto éramos caçadores-coletores sendo que ora tínhamos alimento e ora não mais, gerando tais mudanças tão drásticas.

Por esse motivo, não há corpo que resista ao soninho da tarde, porém os cientistas lançam uma luz sobre o assunto: abordando-o se torna possível planejar o dia para exigir menos de seu corpo, como também entender o funcionamento do sistema de recompensa e reforço contribui para a ciência no estudo de transtornos psicológicos, tais como o transtorno bipolar, obsessivo compulsivo, e a depressão a título de exemplo.

[MMN]

Comentários
Carregando...