Ela se apaixonou e sua mãe a deixou no sótão por 25 anos. Ao entrar, os policiais ficaram horrorizados

 Quando estudamos sobre o passado, chegamos a pensar em como a sociedade era “quadrada” e conservadora. É algo normal, pense nas próximas gerações: elas terão a mesma ideia que temos hoje. A história a seguir, entretanto, vai além do conservador: limita com a loucura durante os anos 1800.

Mistérios do Mundo
YouTube/Obsolete Oddity

Nesta casa, na França, viveu uma linda mulher chamada Blanche Monnier. Aos seus 25 anos, ela não esperava que seu futuro fosse tão horrível como acabou sendo.

Durante a infância era uma criança tímida, insegura e a relação com sua mãe não era das melhores. Por isso, passou por constantes ataques de anorexia.

Mistérios do Mundo
Pinterest/Judith Haynie

No século 19, a relação com os pais era difícil: os filhos não podiam questioná-los. Seu pai, um burguês, morreu, mas deixou ambas bem acomodadas.

Um dia, Blanche conheceu um jovem universitário de Direito. Entretanto, sua mãe não simpatizou com o rapaz: era muito velho e não ganhava o suficiente, segundo ela.

Mistérios do Mundo
YouTube/Obsolete Oddity

Por isso ela tomou a decisão de encarcerar sua própria filha no sótão até que se esquecesse para sempre deste amor. O que aconteceu depois chocou até mesmo a polícia.

Passaram 25 anos e a polícia recebeu uma carta anônima que explicava em detalhes a situação da jovem que se encontrava presa.

Ao entrar, viram a seguinte cena:

Mistérios do Mundo
Pinterest/Seedy Vampire

Blanche estava com 49 anos, presa em um quarto escuro, rodeada de sujeira, baratas, restos de comida e suas próprias fezes. Pesava somente 25 quilos.

A janela tinha sido selada: não teve nenhum contato com o sol depois de todo esse tempo.

A mãe morreu pouco depois e Blanche foi internada em uma clínica psiquiátrica. Morreu 12 anos depois, no mesmo lugar.

Mistérios do Mundo
Pinterest/Daniela Weber

Um triste final para uma triste história.

Veja também: Mais do autor

Comentários

Carregando...