Pular para o conteúdo
Salt Bae, o chef do 'bife de ouro', é proibido de participar de mais um evento

Salt Bae, o chef do ‘bife de ouro’, é proibido de participar de mais um evento

O dono de uma famosa rede de restaurantes, Nusret Gökçe, também conhecido como Salt Bae, recentemente enfrentou uma reação negativa e foi proibido de participar de vários eventos devido ao seu comportamento considerado importuno durante a Copa do Mundo.

Gökçe ganhou notoriedade durante a Copa do Mundo no Catar, ao servir carne banhada a ouro a integrantes da seleção brasileira e de outros países. No entanto, seu desejo de estar constantemente em destaque durante a final da Copa entre Argentina e França irritou muita gente e levou a uma investigação da FIFA, o órgão que rege o futebol internacional.

Gökçe não deveria estar em campo, mas foi fotografado tirando selfies com jogadores e até levantando o troféu da Copa do Mundo, que só pode ser tocado por campeões mundiais e chefes de estado.

As ações de Gökçe em campo foram consideradas inadequadas e geraram uma reação contra ele. Com isso, ele foi proibido de participar do US Open Cup, um dos principais torneios de futebol dos Estados Unidos marcado para 2023. Além disso, Gökçe também foi banido do Rolling Loud, festival de rap programado para acontecerá em Los Angeles em março.

A organização do Rolling Loud tomou a decisão de banir Gökçe do público do evento nas redes sociais, afirmando “Também banimos Salt Bae do Rolling Loud LA 2023 em março”.

Apesar de enfrentar reações e proibições desses eventos, não está claro quais consequências Gökçe pode enfrentar da FIFA ou se alguma medida interna será tomada pela organização.

Um porta-voz da organização disse ao canal a cabo britânico Sky News que Gökçe não deveria estar em campo e que o órgão regulador “está investigando como indivíduos obtiveram acesso indevido ao campo após a cerimônia de encerramento no Lusail Stadium em 18 de dezembro”. Também afirmou que “serão tomadas as medidas internas apropriadas” em resposta ao incidente.