Por causa da quarentena, tartarugas finalmente estão tendo paz para fazer ninhos nas praias

Desde o início da quarentena no mundo inteiro, vários países já relataram mudanças no comportamento da vida selvagem. Agora, de acordo com o Centro de Vida Marinha Loggerhead, a Praia de Juno, na Flórida, vem apresentando um número bem maior que o normal de ninhos de tartarugas-de-couro. Segundo a instituição, já em fevereiro foram encontrados 76 ninhos na praia, que foi esvaziada por conta da quarentena.

“Nós estamos felizes em ver nossas tartarugas prosperando nesse ambiente. Nosso mundo mudou, mas essa tartarugas fazem isso há milhões de anos, e é reconfortante ver que o mundo continua andando”, disse Sarah Hirsch, diretora da dados e pesquisa da Loggerhead, em entrevista ao canal ‘WPEC CBS12’.

Wikicommons

De acordo com a agência Reuters, as praias da Tailândia também vêm apresentando um fenômeno semelhante. No país asiático, as autoridades reportaram recentemente o maior número de ninhos de tartaruga nos últimos 20 anos, muito em razão do esvaziamento das cidades por parte das pessoas.

“Esse é um excelente sinal para nós, porque muitas áreas de reprodução desses animais foram destruídas pelos seres humanos”, disse Kongkiat Kittiwatanawong, diretor do Centro de Biologia Marinha de Phuket. “Se compararmos com o ano anterior, nós não tínhamos tantos ninhos assim, porque as tartarugas tinham um risco maior de morrer por conta da atividade de pesca, e até mesmo pelo estresse que os humanos normalmente causam na praia”.

A tartaruga-de-couro é uma das maiores tartarugas do mundo, podendo pesar até 900kg, e medindo 1,8 metro. Infelizmente, elas estão ameaçadas de extinção, e se encontram na lista vermelha de espécies ameaçadas da IUCN.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.