Professor corta cabelo dos alunos ‘para discipliná-los’ e é suspenso

Professor corta costeletas e franjas compridas das crianças de uma escola localizada em Quito, no Equador, sendo duramente criticada nas redes sociais.

É grande o debate sobre se os meninos e meninas podem ir à escola com cabelos compridos ou pintados, tudo para dar-lhes a liberdade de escolher a aparência desde cedo. Acima de tudo, para mostrar que a educação não tem nada a ver com a aparência.

Mesmo com a polêmica que se gera a esse respeito, há quem continue a exigir que os menores usem o cabelo para cumprir as regras da instituição escolar, levando em conta que essa também é uma forma de ensiná-los a se disciplinar.

No Equador, o debate foi aberto quando viralizou um vídeo em que um professor é visto com uma fila de crianças esperando que ele corte suas costeletas ou franjas compridas. Diante de críticas e pressões nas redes sociais, o professor foi suspenso do cargo.

O que aconteceu?

Segundo diversos meios de comunicação, um professor foi suspenso de seu cargo após cortar o cabelo de seus alunos, tudo com o objetivo de discipliná-los. O professor, que lecionava na escola Ramón Barga Naranjo, localizada em Quito, Equador, selecionou os menores para cortar um a umatanto as longas costeletas quanto a franja que ele considerava ultrapassar o limite permitido na escola.

As crianças baixam a cabeça (no vídeo você pode ver duas) que, resignadas, apenas esperam que o professor pegue a tesoura para cortar o cabelo na frente dos demais colegas, que apenas observam o momento em que o professor corta e joga o cabelo em uma lata de lixo bem na frente das crianças.

A Direção Distrital do Ministério da Educação equatoriano investiga o caso.

buy metformin metformin online