Por que temos pesadelos?

Não há lugar tão aterrorizante quanto o lado sombrio da mente humana, onde os pesadelos são gerados.

O que produz esses delírios noturnos e a sua finalidade são perguntas que os cientistas tentam responder desde sempre. E enquanto os significados de nossos pesadelos podem permanecer envoltos em mistérios sombrios, estamos pelo menos começando a entender por que nossos demônios ocultos às vezes escolhem nos visitar enquanto dormimos.

Por que temos pesadelos?
Shutterstock

O que é um pesadelo?

O professor clínico associado da Faculdade de Medicina da Universidade do Colorado (EUA) James Pagel, disse que “há realmente um monte de tipos diferentes de sonhos assustadores ocorrendo em todos os estágios do sono”, e nem todos são classificados como pesadelos. Os terrores noturnos, por exemplo, tendem a ocorrer no meio do ciclo do sono, durante a fase de sono profundo, e não têm forma ou enredo claros, mas simplesmente levam as pessoas a acordar com um sentimento intenso e inexplicável de medo.

Pesadelos, por outro lado, são experimentados durante a fase de movimento rápido dos olhos (REM), que ocorre no final do ciclo do sono. De acordo com Pagel, os pesadelos são simplesmente “sonhos com uma história assustadora” e são extremamente comuns, afetando quase todo mundo em algum momento de suas vidas – especialmente durante a infância e adolescência.

De acordo com um estudo, entre 5% e 8% dos adultos têm pesadelos recorrentes, enquanto entre 20% e 39% das crianças com menos de 12 anos de idade se vêem mergulhadas na casa assombrada dentro de suas mentes depois das luzes serem apagadas. Na maioria dos casos, isso não é um problema sério, já que Pagel diz que os sonhos assustadores são esperados de vez em quando, especialmente se nós tivermos algo um pouco inquietante durante o dia, como assistir a um filme de terror. [Esses 9 filmes de terror foram baseados em histórias reais]

As coisas podem ficar um pouco problemáticas, no entanto, se uma pessoa desenvolver um distúrbio de pesadelo, em que os pesadelos frequentes os impedem de dormir adequadamente e começam a deixá-los angustiados durante as horas de vigília.

pesadelo
Image by IceRedfield from Pixabay

Por que temos pesadelos?

O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) foi identificado como uma das principais causas de transtorno de pesadelo, pois as pessoas que passaram por grandes experiências traumáticas são frequentemente atormentadas pelo medo e pela ansiedade, mesmo quando dormem. Um estudo recente descobriu que 80% das pessoas que sofrem da doença relatam pesadelos regulares, enquanto outro descobriu que 53% dos veteranos da Guerra do Vietnã costumam ter sonhos assustadores frequentes, em comparação com apenas 3% da população em geral. [Este fotógrafo sofre de paralisia do sono, e usou seus pesadelos para criar estas imagens]

Medicamentos que perturbam os hormônios e neurotransmissores que regulam o sono REM também podem levar a sonhos aterrorizantes, enquanto pessoas com distúrbios psicológicos tendem a ser particularmente propensas a ter pesadelos.

Como essas condições transformam o cérebro sonolento em um reino de terror infestado de carniçal ainda não é totalmente compreendido, embora tenham sido observadas anormalidades na atividade neural em pessoas com distúrbio de pesadelo. Por exemplo, uma região do cérebro chamada amígdala, que controla o medo e a aprendizagem, foi encontrada hiperativa em pacientes com TEPT que se queixam de pesadelos regulares, enquanto alguns dos centros emocionais do cérebro, como o sistema paralímbico, também tendem a ficar altamente ativo naqueles que experimentam pesadelos frequentes. [A aterrorizante paralisia do sono]

Por que temos pesadelos?
Shutterstock

Pesadelos são ruins para a saúde?

“Eu acho que os pesadelos são maravilhosos”, diz Pagel com entusiasmo. “Os sonhos são basicamente um sistema de feedback cognitivo sobre como seu cérebro está funcionando e pesadelos, mais do que outros sonhos, dão a você um feedback sobre o que está acontecendo dentro de sua cabeça.” Em vez de nos prejudicar, os pesadelos realmente nos ajudam a entender nossa própria psique, e por esse motivo pode realmente ser extremamente benéfico, especialmente em termos de desbloquear nossa criatividade interior.

Por causa disso, Pagel diz que “pessoas com pesadelos frequentes tendem a ter personalidades mais criativas, e quase todos os tipos criativos relatam pesadelos mais do que os outros”.

No entanto, ele adverte que ter muitos pesadelos perturbadores também pode desempenhar um papel na causa, ou pelo menos agravar o TEPT, o que por sua vez aumenta maciçamente o risco de uma pessoa cometer suicídio.

Além disso, algumas pessoas também podem sofrer de distúrbio comportamental REM, pelo qual elas fisicamente realizam seus sonhos enquanto dormem. Estranhamente, essa condição é mais comum entre homens de meia-idade e surge quando uma área do cérebro chamada ponte – responsável por paralisar nossos músculos enquanto dormimos – não funciona adequadamente, fazendo com que nos levantemos e nos movimentemos. Embora você não tenha que ter um pesadelo para que isso seja perigoso, não é difícil imaginar como os sonhos de fugir de monstros ou lutar pela própria vida podem colocar os que dormem e os que os cercam em sério risco. [8 fenômenos estranhos (e assustadores) que ocorrem durante o sono]

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.