Pular para o conteúdo
Peixe-lua colossal encontrado perto de Portugal é declarado o maior peixe já capturado

Peixe-lua colossal encontrado perto de Portugal é declarado o maior peixe já capturado

Pesquisadores em Portugal fizeram uma descoberta monstruosa. Enquanto trabalhavam na costa dos Açores, eles pegaram um peixe-lua gigante que, com mais de 2700 quilos, é o maior peixe já capturado.

Esta descoberta oferece uma visão fascinante desses gigantes gentis, mais conhecidos por flutuar na superfície do oceano para aquecer seus corpos. Então, como é que este peixe-lua foi parar nas mãos dos investigadores portugueses?

De acordo com a Live Science, a carcaça do peixe-lua morto foi descoberta em 9 de dezembro de 2021, ao largo da costa da ilha do Faial, nos Açores. A Rede de Arrojamentos de Cetáceos dos Açores (uma organização que ajuda animais marinhos encalhados) trouxe o peixe a bordo.

A organização trouxe o peixe-lua gigante (Mola alexandrini) para terra onde foi pesado com o auxílio de uma empilhadeira. De acordo com um estudo publicado recentemente no Journal of Fish Biology, o peixe-lua pesava surpreendentes 2743 quilos. Os pesquisadores também determinaram que o monstruoso peixe-lua tinha cerca de 3,6 metros de altura e cerca de 3,3 de comprimento.

Isso o torna o maior peixe ósseo já capturado.

Mistérios do Mundo

Atlantic Naturalist Association

“O M. alexandrini relatado aqui é o espécime teleósteo existente mais pesado relatado até hoje”, escreveram os pesquisadores em seu estudo. O autor principal do estudo, José Nuno Gomes-Pereira, descreveu adicionalmente o peixe como um “espécime majestoso” e observou que deve ter sido uma visão incrível de se ver enquanto estava vivo e nadando na água.

De fato, o peixe-lua português é quase 450 quilos mais pesado que o ex-recordista, que era um peixe-lua capturado na costa de Kamogawa, Chiba, Japão, em 1996.

Por enquanto, os pesquisadores não sabem ao certo o que matou o gigante peixe-lua português. No entanto, de acordo com o Daily Mail, eles notaram que o peixe tinha uma grande depressão cilíndrica na cabeça. Eles também encontraram vestígios de tinta vermelha no buraco, sugerindo que o peixe pode ter sido atingido por um barco.

“No entanto, não está claro se o impacto ocorreu antes ou depois da morte e, portanto, a causa da morte permanece incerta”, observaram os pesquisadores.