O segredo para memorizar dezenas de milhares de números

Todos os anos, os entusiastas da matemática comemoram o Dia do Pi em 14 de março, porque a data explicita os três primeiros dígitos (3.14) de Pi, ou π, a constante matemática que representa a razão entre a circunferência de um círculo e seu diâmetro. Este ano, o evento é ainda mais especial porque, pela primeira vez em um século, a data vai representar os cinco primeiros dígitos do pi: 3.14.15.

Como Pi é um número irracional, o que significa que não pode ser expresso como uma fração, sua representação decimal nunca termina e nunca se repete.

Há muitas maneiras de comemorar o dia do Pi, mas um punhado de pessoas tomam a sua admiração ainda mais recitando dezenas de milhares de dígitos do Pi que memorizam.

Em 1981, um homem indiano chamado Rajan Mahadevan recitou com precisão 31.811 dígitos do Pi. Em 1989, o japonês Hideaki Tomoyori recitou 40.000 dígitos. O atual recorde é detido por Lu Chao, da China, que, em 2005, recitou 67.890 dígitos do Pi.

Apesar de suas realizações impressionantes, a maioria dessas pessoas não nasceu com memórias extraordinárias, os estudos sugerem. Elas simplesmente aprenderam técnicas para a associação de séries de dígitos com lugares imaginários ou cenas em suas mentes.

Para muitos destes campeões de memória, a capacidade “de lembrar um grande número de dígitos aleatórios, como Pi, é algo que eles treinaram durante um longo período de tempo”, disse Eric Legge, um psicólogo cognitivo da Universidade de Alberta, Canadá.

Especialistas em memorizar o Pi costumam usar uma estratégia conhecida como o Método de Loci, também chamado de “Palácio da Memória”. Aplicado desde o tempo dos antigos gregos e romanos, o método envolve o uso de visualização espacial para lembrar de informações, tais como dígitos, em vez de listas de palavras.

“É uma das estratégias mais eficazes de memória para se lembrar de grandes conjuntos de informações”, disse Legge.

Veja como funciona: Você coloca-se em um ambiente familiar, tal como uma casa, e caminha por esse ambiente colocando pedaços de informação que você deseja recordar em vários lugares. Por exemplo, você pode colocar o número “717” no canto atrás da porta da frente, o número “919” na pia da cozinha, e assim por diante, disse Legge.

“A fim de recordar [os dígitos] em ordem, tudo o que você simplesmente tem que fazer é andar no mesmo caminho que você fez quando você estava guardando essa informação”, disse Legge. “Ao fazer isso, as pessoas podem se lembrar enormes conjuntos de informações.”

Então, isso significa que qualquer um pode aprender a se lembrar de dezenas de milhares de dígitos de Pi?

“Tem havido uma grande quantidade de manifestações que mostram que as pessoas comuns, dado o treinamento, podem melhorar drasticamente a sua performance em memorizar longas listas”, disse Ericsson. “Mas eu tenho que ser honesto”, disse ele. “Quando você faz esse compromisso de memorizar o Pi, estamos falando de anos antes que você possa realmente atingir performances recordes.” [LiveScience]

Comentários
Carregando...