O que aconteceria com a Terra se o oxigênio fosse retirado por cinco segundos?

Versão em vídeo:

Versão em texto:

O oxigênio, tão importante para a nossa existência, forma aproximadamente 21% da nossa atmosfera, e a não ser que você esteja em algum lugar com condições extremas, respirar não é um problema. No entanto, o que aconteceria com a humanidade e com o nosso planeta caso o oxigênio fosse retirado da atmosfera por um tempo relativamente curto, como cinco segundos?

Naturalmente, a nossa respiração não sofreria grandes prejuízos. Afinal de contas, somos perfeitamente capazes de prender a respiração por bem mais que cinco segundos. No entanto, nem tudo passaria tranquilamente por essa transformação.

Para início de conversa, se você estivesse dentro de um prédio no momento em que o oxigênio fosse retirado da atmosfera, você estaria correndo um sério risco. Isso porque o concreto, base para praticamente todas as nossas construções, depende diretamente do oxigênio. O gás é indispensável para que o concreto permaneça sólido e estável, já que sem ele o material torna-se simplesmente poeira. Em outras palavras, cinco segundos seria tempo suficiente para que todas as construções feitas com concreto desmoronassem como castelos de areia, e não é tão difícil imaginar o estrago que isso causaria, não é mesmo?

Shutterstock

Mas você não estaria totalmente a salvo de problemas mesmo se estivesse na rua…

Imagine que, em vez de estar dentro de um prédio, você está na praia no momento em que o oxigênio é magicamente retirado da atmosfera por cinco segundos. Ok, já sabemos que ficar sem respirar não será tão grave assim, mas o problema nesse caso será o sol.

Como você provavelmente já sabe, a camada de ozônio (que é feita de oxigênio) é a nossa principal proteção contra os raios ultravioleta. Sem ela, a temperatura na Terra seria extremamente maior, e mesmo que essa nossa proteção fosse retirada por apenas cinco segundos, isso seria tempo suficiente para causar queimaduras sérias na pele, mesmo que você estivesse usando o mais potente protetor solar. E os problemas não terminam na pele.

A ausência total de oxigênio, ainda que breve, provocaria uma queda drástica na pressão atmosférica, suficiente para fazer com que a parte interna do seu ouvido literalmente explodisse. Para efeito de comparação, a experiência seria algo semelhante a estar no nível do mar e, de repente, cair 2000 metros de forma instantânea. Se os nossos ouvidos já sofrem um pouco para se adaptar à mudança de pressão quando decolamos em uma aeronave, você pode imaginar o desastre que isso faria.

Prédios desmoronando, queimaduras severas e ouvidos explodindo… Se as coisas já não estão assim tão boas nesses cinco segundos sem oxigênio, saiba que elas ainda podem piorar.

A grande maioria dos veículos automotores (bem como as aeronaves) precisam de combustão para funcionar, e o fogo simplesmente não tem como existir sem oxigênio. Ou seja, caso este gás precioso seja retirado do ar mesmo que por alguns segundos, esteja preparado para ver aeronaves caindo dos céus e veículos perdendo o controle nas estradas.

O cenário, como você pode perceber, seria tão caótico como os melhores filmes apocalípticos que você já viu no cinema, mas você dificilmente conseguiria enxergá-lo. Isso porque a luz do sol, quando chega na Terra, é refletida pelas diversas partículas presentes no ar. Sem oxigênio, não há muito onde a luz refletir, e o céu ficaria quase totalmente escuro, mesmo durante o dia.

Agora, o pior de tudo: Ao mesmo tempo em que tudo isso estaria acontecendo, a crosta do nosso planeta lentamente iria desmoronar, já que ela é feita também de 45% de oxigênio. Sem ela, ela iria se desprender até que todos nós fôssemos arremessados em queda livre.

Assustador, não? Felizmente, trata-se apenas de um exercício de imaginação, já que dificilmente teríamos um evento catastrófico como esse acontecendo por aqui.

você pode gostar também
1 comentário
  1. Luiz Fernando Carmo Diz

    O equilíbrio que existe na composição dos gazes que compõem o nosso planeta, torna impossível dizer que não foi programado por uma inteligência superior que tão somente tem sob controle não apenas este planeta mas o Universo. Por isso no livro escrito por um profeta há cerca de 3000 anos Isaías 40:26 “Ergam os olhos para o céu e veja. Quem criou estas coisas? Foi Aquele que as faz sair como um exército, por número;Ele chama a todas elas por nome. Por causa da sua imensa energia dinâmica e do seu atemorizante poder,
    Não falta nem sequer uma delas. O nome dele é Jeová. O Deus Todo Poderoso, com sua super equipe sob o comando de seu Filho Unigênito Jesus Cristo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

You cannot print contents of this website.