O que acontece quando alguém recebe sangue incompatível em uma transfusão?

Graças às transfusões sanguíneas, várias doenças que antigamente não tinham cura hoje podem ser melhor tratadas pela medicina. Entretanto, como você provavelmente já aprendeu em algum momento, não são poucos os riscos que envolvem este procedimento caso não seja tomada a precaução necessária.

Um dos principais riscos nestas operações é a utilização de sangue incompatível com o recebedor. Isso porque o nosso sangue é dividido em vários tipos diferentes, cada um com suas peculiaridades. Ao todo, temos três antígenos (A, B e O). É muito importante que você saiba o seu próprio tipo sanguíneo,  bem como o das pessoas da sua família, já que essa informação pode ser muito importante durante uma emergência.

Se você possui o sangue Tipo O, saiba que você tem o que é chamado de “doador universal” – um dos tipos sanguíneos mais valorizados. Este tipo de sangue é bem aceito por todos os outros tipos. Entre os outros tipos, o A pode ser doado para A e AB, enquanto o B é aceito por A e AB, e o AB é tolerado apenas por outros recebedores com tipo AB.

Mas e se, por engano, alguém receber um tipo sanguíneo incompatível?

Shutterstock

Tomando como exemplo uma pessoa com sangue AB, que pode receber apenas transfusão de outras pessoas com o mesmo sangue, caso outro tipo sanguíneo entre no organismo os problemas podem ser severos.

As células do sangue seriam destruídas, provocando a liberação de substâncias perigosas no organismo, e podendo levar a problemas sérios nos rins. Há a chance também do paciente desenvolver sintomas semelhantes ao de uma febre, porém bastante forte. Isso acontece pois o organismo começa a atacar as hemácias do sangue “invasor”. Nestes casos, a pressão arterial acaba caindo, prejudicando o abastecimento de oxigênio no corpo e forçando o coração a trabalhar em dobro.

A mortalidade em casos de erros nas transfusões é bastante alta, e é justamente por isso que os médicos tomam muito cuidado em operações desta natureza.

você pode gostar também
1 comentário
  1. Vanessa Diz

    Há uma informação equivocada na reportagem… “Tomando como exemplo uma pessoa com sangue AB, que pode receber apenas transfusão de outras pessoas com o mesmo sangue…”
    Na verdade, é o tipo O que só pode receber transfusão do mesmo tipo sanguíneo (ele é doador universal e não receptor). Já o sangue tipo AB, recebe transfusão de sangue de qualquer tipo sanguíneo, uma uma vez que é considerado receptor universal….

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.