Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

Novo método permite alterar a cor dos olhos de castanho para azul em apenas 20 segundos

Os olhos azuis têm historicamente sido uma característica pessoal atrativa e, embora sejam comumente encontrados entre atores e modelos, apenas 17% da população global os possuem. Para a maioria das pessoas, aproximadamente 80% da população, os olhos azuis foram atingidos apenas com a ajuda de lentes de contato coloridas ou implantes de íris artificiais. Mas isso mudará em breve com a introdução de um novo procedimento médico, introduzido pela empresa Stroma Medical, da Califórnia, que pode transformar olhos castanhos em olhos azuis.

O procedimento a laser funciona eliminando a melanina – pigmento que também colore o cabelo e a pele – da superfície da íris, o que permite que a luz entre e se espalhe pelo estroma: as fibras são vistas em olhos de cor clara. O efeito é semelhante à dispersão de Rayleigh, em que os comprimentos de onda da luz solar atingem moléculas muito menores no ar e depois se dispersam, o que faz a atmosfera parecer azul.

“O princípio fundamental é que sob cada olho marrom existe um olho azul”, o Dr. Gregg Homer disse à CNN, de volta em 2015, acrescentando que não há pigmentação azul real nos olhos. “A única diferença entre um olho marrom e um olho azul é essa camada muito fina de pigmento na superfície. Se você tira esse pigmento, então a luz pode entrar no estroma, e quando a luz se dispersa, ela reflete apenas os comprimentos de onda mais curtos, e essa é a extremidade azul do espectro”.

O tratamento com laser interrompe a camada frágil de pigmento da íris, o que faz com que o corpo comece a remover o tecido naturalmente. Enquanto o procedimento em si leva apenas cerca de 20 segundos, os olhos azuis não emergem por várias semanas, já que o corpo só pode liberar gradualmente o pigmento.

“É difícil descobrir uma maneira de ferir alguém com este laser porque a energia é muito baixa”, disse Homer. O laser apenas trata a íris e não entra em nenhuma parte do olho onde os nervos que afetam a visão estão localizados.

A Stroma Medical aspira a desenvolver o procedimento mais seguro, mais barato e mais conveniente disponível no mercado, mas ainda não obteve aprovação dos órgãos reguladores nos Estados Unidos. A diretoria médica da empresa afirmou que estudos preliminares mostram que a cirurgia é segura, mas até agora apenas 37 pacientes foram submetidos ao tratamento. 17 pacientes estavam no México e os 20 restantes na Costa Rica. A empresa está atualmente em fase de angariação de fundos enquanto busca investidores, mas espera ter completado ensaios clínicos dentro de alguns anos. Atualmente, o preço para mudar os olhos castanhos para azuis tem o custo – relativamente alto – de US$ 5.000.

A classe médica – especialmente os oftalmologistas – não foi particularmente receptiva ao procedimento. O seu ceticismo baseia-se no fato de que os olhos são um dos órgãos mais sensíveis do corpo humano e que o procedimento é irreversível. Uma das principais preocupações é que o procedimento a laser libera o pigmento de melanina dentro do olho, onde pode obstruir os canais de drenagem do órgão, o que pode aumentar a pressão ocular. Com o tempo, isso poderia levar ao desenvolvimento de glaucomas. No entanto, a Stroma Medical alega que as partículas liberadas pelo procedimento são demasiado pequenas para causar obstrução dos canais.

“Não é um objetivo da nossa empresa promover os olhos azuis”, disse o Dr. Gregg Homer, da Stroma Medical, à CNN. “As pessoas que parecem mais vigilantes sobre conseguir a cirurgia de mudança de cor de olhos sempre têm uma história sobre sua juventude ou a presença de um irmão ou amigo que tinha olhos claros e eram sempre elogiados por isso. Isso parece ser algo que eles levaram com eles durante toda a vida. Seria melhor ajudá-los a superar isso? Provavelmente. Todos os seus problemas não irão desaparecer porque você mudou a cor dos olhos, mas acredito que as pessoas gostam de se expressar de uma certa maneira e é legal quando têm a liberdade de fazer isso”. (CNN)

Comentários
Carregando...