Novo curativo suga bactérias de ferimentos

Quando éramos pequenos, vivíamos com curativos nos braços, joelhos e etc. As bandagens são muito úteis para evitar que bactérias entrem nos machucados e causem infecções graves. Entretanto, não é nenhuma novidade que, no momento da lesão, algumas bactérias rapidamente entrem em nosso corpo. Para isso, está sendo desenvolvido um novo tipo de curativo, que tem a capacidade de sugar as bactérias para fora de um machucado, como um corte.

A tecnologia está sendo desenvolvida na Universidade de Tecnologia de Swinburne, na Austrália, e ainda não foi testada em seres humanos, apenas em modelos criados com tecido semelhante à pele humana. As espécies de bactérias que fizeram parte do estudo incluem aEscherichia coli e Staphylococcus aureus, conhecidos por causar infecções crônicas em lesões.

O curativo foi criado a partir de uma malha de filamentos de polímero. A espessura de cada fio é 100 vezes menor a de um cabelo humano. Nos primeiros testes, realizados em uma película com S. aureus, os pesquisadores descobriram que essas bactérias rapidamente grudavam nas fibras da bandagem.

Essa tecnologia pode parecer desnecessária para os machucados normais e rotineiros. No entanto, para pacientes com deficiência no sistema imunológico, isso É uma precaução e tanto. “Para a maioria das pessoas, os machucados curam rapidamente. Mas para outras, esse processo demora. Isso deixa essas pessoas vulneráveis”, disse Martina Abrigo, uma das autoras do estudo. “Esperamos que esse trabalho possa gerar curativos melhores que possam prevenir infecções”.

Agora, os cientistas aguardam testes em seres humanos, para realmente provar a eficácia das bandagens. [IFLScience]

Comentários
Carregando...