Imagens de satélite assustadoras mostram o tamanho dos incêndios na Austrália

Os incêndios que atingem a área de vegetação da Austrália seguem em proporções sem precedentes, chamando a atenção do mundo inteiro para os efeitos desastrosos do fogo. Ainda que especialistas acreditem que as chamas tenham se iniciado por causas naturais, alguns afirmam que o prejuízo causado pelo ser humano no clima também pode ter tido um papel importante. Até o momento, os incêndios já devastaram mais de 5,5 milhões de hectares, matando cerca de meio bilhão de animais.

Agora, chamam atenção as imagens feitas pelo satélite Himawari-8, lançado pela Agência Meteorológica do Japão, em outubro de 2014. Fazendo uso de diversas máquinas de monitoramento, o satélite vem enviando diversas imagens assustadoras do fogo na Austrália.

NICT Science Cloud/CEReS/Kpchi University/Nagoya Science Museum

Nas imagens é possível ver os extensos pontos de calor provocados pelos incêndios. A animação abaixo foi feita durante o período noturno, o que acrescenta ainda mais dramaticidade à imagem.

RAMMB/CIRA/CSU

Mas as imagens feitas durante o dia também não são menos assustadoras.

Copernicus EMS; Sentinel 2/ESA

A fumaça proveniente dos incêndios já alcançou a Nova Zelândia e pode ser vista de outros países das redondezas. O mais assustador é que o fogo ocupa uma área gigantesca da Austrália. Em New South Wales, por exemplo, se as chamas fossem colocadas em linha reta, poderiam cruzar o Oceano Índico até o Afeganistão.

Para efeitos de comparação, as chamas australianas já ultrapassam em duas vezes a área atingida pelas queimadas da Amazônia em 2019. Pelo menos 17 pessoas já desapareceram na Austrália, com 8 mortes confirmadas e milhares de pessoas tendo que evacuar suas casas.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.