Nova espécie de dinossauro é descoberta no Paraná

Pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e da Universidade de São Paulo (USP) revelaram recentemente a descoberta de uma nova espécie de dinossauro, que provavelmente viveu há 90 milhões de anos na região oeste do Paraná. O Museu Paleontológico de Cruzeiro do Oeste também participou da pesquisa.

A descoberta, segundo os cientistas, serve para comprovar a tese de que o estado do Paraná outrora já fora casa para animais pré-históricos. Esta nova espécie, batizada de Vespersaurus paranaensis, recebeu tal nome em homenagem ao estado em que foram encontrados seus restos mortais.

Eduardo Cavalari/RPC/Reprodução

Estima-se que o dinossauro em questão tenha sido um bípede carnívoro de aproximadamente um metro de meio de altura. “Tinha uma característica muito peculiar, que era uma garra no pé em formato de lâmina, que ele utilizava na captura de pequenas presas. Era carnívoro, de pequeno porte, vivia no deserto e tinha um esqueleto leve, igual as aves têm hoje em dia”, contou o pesquisador Max Langer, da USP de Riberão Preto, em entrevista ao portal G1.

Rodolfo Nogueira/Globo/Reprodução

O Vespersaurus paranaensis é mais uma espécie de dinossauro que exemplifica bem a semelhança destas criaturas antigas com as aves modernas – que de acordo com os biólogos é que o há em nosso mundo moderno de mais parecido com as criaturas que no passado dominaram o planeta.

Trata-se do primeiro dinossauro documentado, registrado e descrito no estado do Paraná, o que está sendo visto como motivo de grande orgulho para os paleontólogos locais. “Essa descoberta é fantástica, porque é o primeiro dinossauro descoberto e descrito aqui no Paraná. Além do mais, a gente tem um dinossauro carnívoro, o que é muito raro de ser encontrado, de ser preservado”, exaltou o presidente da Sociedade Brasileira de Paleontologia, Renato Pirani Ghilardi.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.