Noruega se recusa a perfurar poços de petróleo de milhões de dólares. Eles preferem não prejudicar o meio ambiente

Sabemos que a Noruega é o país pioneiro, ao lado da Alemanha em termos de reciclagem. Pelo menos no que diz respeito ao plástico, reutilizam 90%, o que é um ótimo valor.

E eles colocam a preservação do planeta acima de quase tudo, até mesmo seu lucro. O parlamento norueguês rejeitou o pedido da indústria petrolífera de extrair o chamado “ouro negro” das ilhas Lofoten, localizadas no Ártico e consideradas uma maravilha natural.

Aurora boreal Noruega
Shutterstock

Deve ser lembrado que a Noruega produz cerca de 1,6 milhões de barris de petróleo por dia e está entre os 20 países com a maior produção de petróleo do mundo.

A Equinor ASA, a empresa número do país no ramo, destacou que o essencial é explorar Lofoten para manter e aumentar os níveis de produção. Nessas terras, estima-se que existam entre 1 e 3 bilhões de barris sob o mar.

O governo norueguês, no entanto, disse que continuará apoiando a indústria petrolífera, mas somente enquanto respeitar o meio ambiente e os ecossistemas, com operações livres de emissões. O investimento deve ser direcionado para projetos de energia eólica e solar.

Nessas estratégias pró-ambiente, espera-se deixar para trás o trabalho com combustíveis fósseis, que, embora ainda sejam muito úteis, pouco a pouco iniciativas para descartá-los crescem. O futuro não é continuar a prejudicar o planeta, o futuro é cuidar do planeta, para termos um futuro; A Noruega sabe disso e, embora queiram continuar a melhorar a economia do país, as prioridades são de tirar o chapéu.

você pode gostar também
2 Comentários
  1. Ueeuddh Diz

    Arregaça os outros paises o deles ta tudo blzinha.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.