Notícias e artigos sobre ciência, incluindo espaço, biologia, arqueologia, e muito mais.

Norte americanos tentam salvar a barragem da Califórnia com urgência para evitar um desastre que deixará mais de 200.000 desabrigados

“As autoridades na Califórnia tinham total certeza de que a barragem de Oroville iria desmoronar de maneira catastrófica”, disseram os trabalhadores que abandonaram seu posto de comando no início desta semana.

Em uma conferência de imprensa na segunda-feira, o chefe interino do Departamento de Recursos Hídricos, Billy Croyle, revelou que a situação tornou-se tão perigosa que ele ordenou à sua equipe que deixasse o local.

Mistérios do Mundo

Os funcionários também admitiram que estão em uma corrida contra o tempo para drenar até 50 metros de água da represa Oroville antes que uma tempestade atinja a região e provoque um grande desastre, que poderá ficar marcado na história.

Quase 200.000 pessoas tiveram de evacuar nesta semana ao longo de um trecho de 40 milhas do rio Feather, abaixo da barragem, após as autoridades falarem que seu vertedouro de emergência poderia ceder.

Mistérios do Mundo

Esperava-se que um enorme precipício de 250 metros se originasse e desencadeasse uma onda de tsunami de 30 pés de altura, que poderia ter matado milhares de pessoas e deixado cidades próximas inundadas.

Milhares de residentes em pânico tomaram as estradas, causando um engarrafamento total no local e elevando os níveis de ansiedade dos cidadãos – enquanto eles estavam crentes de que a represa iria estourar enquanto estavam sentados em seus carros.

“Todo mundo estava correndo por aí, foi um caos puro”, disse Maggie Cabral, moradora de Oroville, à CNN, no domingo.

Mistérios do Mundo

“Todas as ruas estavam inteiramente cheias de carros, as pessoas do meu bairro estavam pegando o que podiam, saindo pela porta e simplesmente fugindo. A cidade inteira está em um trânsito caótico.”

Na segunda-feira, o xerife Kory Honea, do condado de Butte, disse que eles estão trabalhando em um plano para permitir que os residentes voltem para casa quando fosse seguro – mas não ofereceu nenhum cronograma sobre quando seriam autorizados a voltar. [Daily Mail]

Comentários
Carregando...