NASA anuncia descoberta de água salgada líquida em Marte

Depois de várias especulações, a NASA confirmou as principais suspeitas: muito provavelmente há água líquida em Marte atualmente. A constatação torna a noção de vida no planeta vermelho ainda mais plausível.

“A água é essencial para a vida como a conhecemos”, os pesquisadores por trás do novo estudo escreveram. “A presença de água em estado líquido em Marte hoje tem implicações astrobiológicas, geológicas e hidrológicas, e podem afetar a futura exploração humana.”

A pesquisa, conduzida pelo geomorfologista Lujendra Ojha, da Georgia Tech, utilizou novos dados recolhidos pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter para mostrar evidências de infiltração de água líquida recorrente ao longo das paredes de crateras marcianas.

Em primeiro lugar, as imagens coletadas pela câmera HiRISE mostraram uma inclinação recorrente linear – caminhos de fluxo em encostas marcianas que são provavelmente causadas por água líquida – que parece ser sazonal, desaparecendo e reaparecendo anualmente ao longo de vários anos marcianos. Esses recursos sugerem a presença de água fluente, mas o argumento decisivo vem na forma de dados espectrais, recolhidos pela sonda Reconnaissance Orbiter: sais hidratados dentro dos  fluxos. Estes oferecem uma poderosa evidência de salmoura evaporada, possivelmente a partir de um reservatório subterrâneo.

“Algo está hidratando estes sais, e parece ser estas faixas que vêm e vão com as estações do ano”, disse Ojha em um comunicado. “Isto significa que a água em Marte é salgada, e não pura. Faz sentido, porque sais diminuem o ponto de congelamento da água. Mesmo se a água está ligeiramente no subsolo, onde é ainda mais frio do que a superfície, os sais mantém a água em forma líquida e a permitem fluir pelas encostas marcianas “.

Durante as estações mais quentes, as temperaturas no planeta vermelho chegam a cerca de -23 a -27 graus Celsius, e para que a água líquida sobreviva (mesmo que temporariamente) sobre a superfície de Marte, ela teria que conter algum sal. Investigações mostraram que vários sais, tais como os percloratos, os sulfatos e cloretos, estão presentes na superfície do planeta. Estes sais podem abaixar o ponto de congelamento e a velocidade de evaporação da água, e também absorvem facilmente a umidade da atmosfera.

manchas escuras observadas na superfície de Marte estão possivelmente ligadas à existência de água corrente circulando no planeta.

Essas manchas escuras estão provavelmente ligadas à existência de água corrente no planeta.

Sabe-se com certeza que Marte no passado era um planeta muito mais quente e úmido. Pode até mesmo ter sido coberto por um oceano global. Mas por anos os cientistas têm debatido se a água líquida pode existir na superfície marciana frígida e seca hoje. Se a água líquida em Marte existe nos dias atuais, reforça substancialmente o caso para a vida microbiana. Aqui na Terra, no deserto de Atacama, sabemos que a deliquescência de certos sais oferece o único refúgio conhecido para comunidades microbianas ativas.  [Gizmodo, IFLScience]

Comentários
Carregando...