Muro de Trump pode condenar 93 espécies ameaçadas de extinção

Se o muro fronteiriço que Trump pretende construir na fronteira México-EUA for feito, os Estados Unidos devem estar preparados para dar adeus às suas populações de jaguares, lobos, ursos e até mesmo suas águias, cujos habitats ultrapassam a divisão de quase 3,2 mil quilômetros, de acordo com um novo relatório.

O novo estudo, do Centro para a Diversidade Biológica (CBD) apresenta descobertas anteriores do US Fish and Wildlife Service, que calculou o número de espécies ameaçadas de extinção negativamente afetadas pelo muro em 111, enquanto que um estudo realizado pela Universidade Nacional Autônoma do México calcula o número como 800.

“O muro proposto por Trump é um desastre tanto para as pessoas quanto para a vida selvagem”, disse Noah Greenwald, diretor de espécies ameaçadas no CBD. “Poderia conduzir espécies magníficas como o jaguar à extinção nos Estados Unidos.”

A fronteira de mais de 3000 quilômetros apresenta uma infinidade de ecossistemas, desde selvas e montanhas até rios e desertos, cruzados por milhares de animais todos os dias. A colocação de um concreto sólido e parede metálica no meio desses habitats corta áreas importantes, rompe padrões de migração, reduz a diversidade genética através de oportunidades de criação e resultará na degradação destes ecossistemas delicados.

 

Mistérios do Mundo
Mapa dos ecossistemas na fronteira dos EUA.

Mais de 700 espécies de mamíferos, pássaros e insetos atravessam a fronteira anualmente em suas migrações, incluindo jaguares, lobos cinzentos mexicanos, ursos, cães de pradaria,dentre outros. Para as aves migratórias, uma barreira física perturba os ecossistemas que fornecem habitats de alimento e de reprodução, enquanto a infraestrutura e ao longo do muro adicionarão ruído e poluição luminosa. Estão incluídos entre as espécies mais suscetíveis a serem afetadas as corujas pigmeu, beija-flores, papagaios, águias, codorna mexicana, falcões cinzentos e condores.

A CDB argumenta que há uma evidência esmagadora de que o muro causará mais danos do que benefícios para os Estados Unidos.

“O muro não será eficaz para impedir que as pessoas que procuram uma vida melhor cheguem ao país, mas destruirá o habitat e dividirá as populações de animais selvagens”, disse Greenwald. “Construir um muro em toda a fronteira causaria danos maciços a uma das regiões mais biologicamente diversas da América do Norte”.

 

Comentários
Carregando...