NASA vai lançar nave para colidir contra um asteroide em missão de “defesa planetária”

A NASA lançará uma missão para colidir uma sonda contra um asteroide durante a madrugada de hoje para amanhã, e e você assistir ao vivo.

A missão Double Asteroid Redirection Test (DART) viajará milhões de quilômetros para colidir contra um asteroide, alterando sua órbita em torno. O objetivo é testar a tecnologia para caso um asteróide potencialmente perigoso venha em direção a Terra.

A missão deve decolar do Complexo de Lançamento Espacial-4 na Base da Força Espacial Varenberg, na Califórnia, no início da quarta-feira, 24 de novembro.

“É uma colisão intencional de uma nave espacial em uma rocha”, disse Thomas Zurbuchen, administrador associado da NASA. “O que estamos tentando aprender é como desviar uma ameaça.”

O DART irá viajar para um sistema de dois asteróides que inclui um pequeno asteróide chamado Dimorphos, que orbita em torno de um asteróide maior conhecido como Didymos.

As rochas agora estão a cerca de 483,6 milhões de km longe da Terra, e não há risco dos asteroides virem em direção a nós após o impacto. Nenhum asteróide neste sistema representa uma ameaça para a Terra, garantiram os especialistas .

O alvo do DART é Dimorphos. A missão testará a tecnologia de impacto cinético, uma estratégia de defesa planetária. A nave colidirá quase de frente com o asteroide, empurrando-a e alterando sua órbita ao redor de Didymos. A missão tem como objetivo encurtar a órbita da lua em torno de Didymos em vários minutos.

Os membros da equipe da missão na Terra estarão estudando o par de rochas espaciais usando telescópios para medir o efeito do impacto do DART na órbita de Dimorphos.

Embora os dois asteróides não representem nenhuma ameaça para a Terra, este teste não tornará a Terra mais segura diretamente. No entanto, será extremamente importante provar que esse tipo de estratégia de defesa planetária funciona. Assim, no futuro, se um asteróide estiver em uma trajetória perigosa, a NASA poderia, teoricamente, usar uma nave espacial como a DART para desviar a rocha.

Embora não existe nenhum asteróide atualmente representando o risco real para o planeta, “este sistema de asteróides é um campo de testes perfeito para ver se bater intencionalmente uma espaçonave em um deles é uma maneira eficaz de mudar seu curso, caso um asteróide seja descoberto no futuro “, de acordo com um comunicado do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, que construiu a espaçonave.

“Neste momento, não temos um único objeto que realmente seja uma ameaça à Terra”, disse Zurbuchen durante uma coletiva de imprensa. No entanto, ele acrescentou, com o sucesso desta missão, “Estou realmente interessado em ver como vamos usar essa tecnologia e seguir em frente.” [Space]

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.