Menino indiano de 7 anos tem 526 dentes removidos da boca

Um menino está se recuperando depois de ter 526 dentes removidos de sua boca.

O garoto de apenas 7 anos foi internado no hospital privado Saveetha Dental College, em Chennai, sul da Índia, com enorme inchaço no maxilar. Seus pais Parghu, de 40, e Rajakumari, de 33 anos, inicialmente temiam que seu filho pudesse estar com câncer. Para seu alívio – e surpresa – o estudante Ravindran desenvolveu um crescimento benigno que continha centenas de pequenos dentes.

Os médicos, que divulgaram fotos da descoberta, disseram que ficaram chocados depois de realizar uma tomografia computadorizada e um raio X e encontrar centenas de dentes. O cirurgião removeu a “bolsa” e os dentes em uma operação meticulosa de 5 horas. Os patologistas do hospital chamavam o caso de “uma reminiscência de pérolas em uma ostra”. A criança vinha sofrendo nos últimos 4 anos com o crescimento, mas nunca havia sido diagnosticado, apesar de ter visto vários médicos.

Reprodução: Metro

O professor P Senthilnathan, do Departamento de Cirurgia Bucomaxilofacial do hospital, disse: “Os pais notaram pela primeira vez o inchaço quando o menino tinha 3 anos de idade. “Mas eles não se incomodaram muito, pois o inchaço não era muito grande e o menino também não colaborava com os procedimentos de investigação. “Mais tarde, quando o inchaço aumentou, os pais trouxeram o menino para o nosso hospital. ‘Nós abrimos a mandíbula depois de administrar anestesia geral e vimos um saco dentro dela. “O saco, pesando cerca de 200 gramas, foi cuidadosamente removido e mais tarde descobrimos que ele tinha 526 dentes – pequenos, médios e grandes.” Embora alguns dentes fossem partículas muito pequenas, eles tinham as propriedades dos dentes, disseram os médicos.

Segundo os médicos, este é o primeiro caso documentado no mundo em que se descobriu que um indivíduo tinha tantos dentes minúsculos. O pai do menino, Parghu, disse: “O tamanho do caroço era de 5cm e pesava mais de 100 gramas”. Eu pensei que ele tivesse câncer. ‘Os médicos da Saveetha me disseram que só podiam contar depois da investigação. “Aos três anos de idade, levei-o ao hospital, mas ele não recebeu nenhum tratamento e aconselhamento adequados, já que ele era muito pequeno, por isso deixamos por isso mesmo. Estou muito feliz agora que meu filho está bem. Estou aliviado. Ele está comendo feliz e levando uma vida normal.” [Metro]

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.