Pular para o conteúdo
Mais de 160 geoglifos misteriosos apareceram em Nazca

Mais de 160 geoglifos misteriosos apareceram em Nazca

Cientistas da Universidade de Yamagata, no Japão, descobriram 168 novos geoglifos no deserto de Nazca, no Peru. Datando entre 100 a.C. e 300 d.C., esses desenhos gigantes no solo são conhecidos como linhas de Nazca e representam humanos, camelídeos, pássaros, gatos e outros animais.

A descoberta deste novo conjunto de linhas de Nazca eleva o número total de geoglifos para 358.

Mais de 160 geoglifos misteriosos apareceram em Nazca

Universidade de Yamagata

Os pesquisadores usaram drones e outras tecnologias de imagens aéreas para revelar os novos geoglifos. As imagens foram criadas removendo rochas escuras e seixos do solo, revelando uma camada de areia branca abaixo. Essa subcamada é rica em cal, o que ajudou a proteger esses geoglifos da erosão por dois milênios.

Muitas dessas imagens antigas são gravadas em terreno plano, o que as torna difíceis de serem vistas de perto.

A Universidade de Yamagata está trabalhando em conjunto com o IBM Thomas J Watson Research Center em Nova York para digitalizar imagens aéreas do local usando inteligência artificial (IA) para identificar pontos de referência na paisagem que poderiam passar despercebidos pelo olho humano.

Mais de 160 geoglifos misteriosos apareceram em Nazca

Universidade de Yamagata

Os geoglifos são acreditados para ter sido criados para homenagear os deuses dos céus ou para uso em rituais astronômicos. Embora saibamos pouco sobre essa forma de arte, acredita-se que ainda existam mais desenhos espalhados pelo deserto esperando para serem descobertos.

A equipe planeja continuar escaneando a área usando IA para ajudar a identificar essas figuras antigas.