Mãe se recusa dar as costas ao seu bebê com “baixa inteligência” e o que acontece é impressionante

Quando Zou Hongyan deu à luz seu único filho em 1988, as terríveis complicações do parto o deixaram incapacitado para a vida, sofrendo então de paralisia cerebral. Os médicos de sua província, Hubei, incentivaram-na a abandoná-lo, uma visão que até mesmo seu próprio marido compactuava já que acreditavam que o menino levaria uma vida miserável e com muitas dificuldades.

Zou, no entanto, rejeitou suas reivindicações, divorciou-se do pai da criança e tornou sua missão de vida tratar e apoiar seu bebê quando ninguém mais o faria.

Zou Hongyan deu à luz ao seu filho em 1988, mas as complicações do nascimento o deixaram com uma deficiência grave.

Mistérios do Mundo

Zou trabalhou por pelo menos 3 empregos simultaneamente para apoiar sua pequena família, incluindo trabalhos com vendas de seguros e outros de área administrativa, jogando jogos com seu filho para estimular seus sentidos e construir os alicerces de sua inteligência.

Ela até lhe ensinou a usar hashi (os pauzinhos que os orientais usam para comer) quando suas mãos rígidas mal conseguiam agarrá-los. “Eu não queria que ele se sentisse envergonhado com esses problemas físicos”, disse ela ao South China Morning Post. “Porque ele tinha habilidades inferiores em muitas áreas, eu era bastante rígida com ele para trabalhar duro e ver onde é que ele tinha dificuldades”.

Os médicos e o marido aconselharam Zou a desistir do bebê, alegando que ele jamais viveria uma vida feliz e confortável. Porém, ela não os levou em consideração.

Mistérios do Mundo

Ela criou seu filho sozinha, dedicando-se a ele para construir os alicerces de sua inteligência.

Mistérios do Mundo

29 anos depois, esse mesmo menino – Ding Ding – graduou-se da Universidade de Pequim com um diploma de bacharel em ciências e engenharia ambientais. Recentemente, ele também foi admitido em Harvard, sendo um estudante de uma das instituições de maior peso no mundo.

Zou trabalhou em 3 empregos para apoiar e obter tratamento para seu filho, e seu trabalho duro valeu a pena: ela agora é a mãe mais orgulhosa de um estudante de Harvard de 29 anos:

Mistérios do Mundo

Impressionante!

[Bored Panda]

Comentários
Carregando...