Mãe convidou toda a turma da filha, menos aquela que cometeu bullying: “Não queria ela na festa”

Após tomar a decisão de excluir a menina que incomodava a filha, a mulher contou que a mãe da menina tentou convencê-la a convidá-la. “Expliquei para ela que a filha dela não é legal com a minha filha e por isso ela não foi convidada”, disse.

Um dos piores cenários pelos quais os pais podem passar é saber que seu filho está sendo ferido. A escola deve ser um lugar seguro para todas as crianças e adolescentes , onde possam aprender e crescer livremente, porém, sabemos que o bullying muitas vezes se faz presente.

Uma situação bastante complexa porque nem todos se atrevem a contar por medo e, como em alguns casos as escolas não agem a esse respeito, muitos pais fazem o que consideram melhor para o bem de seus filhos.

Um exemplo é o caso de uma mãe que convidou todos os colegas para a festa da filha de 7 anos, exceto a menina que a incomodava. A mulher usou a plataforma Reddit para compartilhar a experiência anonimamente.

De acordo com sua história, sua filha Payton frequenta uma pequena escola onde há 20 crianças em sua sala de aula, incluindo uma menina que a intimida e cometeu bullying várias vezes. A mãe discutiu com os pais em reuniões, mas a situação não melhora.

É por isso que Payton não quer vê-la em sua festa de aniversário. Então sua mãe enviou convites para todos os seus colegas de classe por meio de seus pais, exceto ela. Uma decisão que tomou pelo bem da menina, embora não tenha deixado todos felizes.

“A mãe da outra menina me ligou para falar sobre isso e disse que agora a filha dela está chorando, ela foi a única menina que não foi convidada e todo mundo na escola está falando sobre a festa”, disse a mulher no Reddit . “Expliquei a ela que sua filha não é gentil com minha filha e por isso ela não foi convidada (a mãe sabe disso)”, acrescentou.

No entanto, a mãe da menina não respondeu como ela esperava. Ela garantiu que a está ensinando a ser “mimada” com essa decisão e de “usar sua riqueza para fazer amigos”. Uma acusação que não parece correta.

A mãe de Payton disse na mesma publicação que sua filha voltou para casa chorando várias vezes porque sua colega foi “ruim” com ela. Ela não a deixava brincar com as outras meninas no recreio, até a tirou de propósito enquanto elas pulavam corda (episódio assistido por uma professora). Ela também a chamava de “bebê chorona”, que ela não é “bonita” e que é gordinha demais para ser líder de torcida na escola.

buy metformin metformin online