Saiba porque você jamais deveria usar o celular antes de dormir

Se você é como eu, seu smartphone é a primeira e última coisa que você vê todos os dias. Eu verifico o meu toda vez que vou dormir, às vezes jogo alguns jogos ou navego em redes sociais, sem piscar e parecendo um zumbi.

A única coisa que você sabe mesmo antes de ler este artigo é que esse comportamento não é saudável para você. Você sabe disso porque pode sentir as ramificações desse hábito inescapável. Você já percebeu como não consegue dormir bem depois de passar horas na frente de uma tela? Agora, a ciência pode dizer por que isso acontece.

Isso revela porque você jamais deveria usar o celular antes de dormir
JBSA

Um efeito simples que ver uma tela brilhante antes de dormir é o fato de você não se cansar o suficiente para dormir. Antes de ir para a cama, seu corpo tem que relaxar adequadamente. No entanto, com a introdução de uma forma de entretenimento bem iluminada, isso muitas vezes parece impossível!

Os jogos que você joga, a rolagem do feed no Facebook, a leitura de última hora de notícias – tudo isso se combina para aumentar o estresse em seu corpo. Nosso corpo reage a esses atos modernos da humanidade do modo paleolítico, ou seja, usando a resposta de luta ou fuga.

O cortisol, um hormônio do estresse, é liberado em sua glândula supra-renal para combater essas ameaças invisíveis da meia-noite. O cortisol é um hormônio que é responsável por acordá-lo. Então, agora, seu corpo, em vez de produzir o hormônio melatonina, que basicamente o coloca para dormir, acaba liberando cortisol. Parabéns… você confundiu oficialmente seu relógio biológico.

A questão básica aqui não é necessariamente a estimulação cognitiva que você recebe por meio dessas formas de tecnologia. O que realmente afeta você é a luz azul brilhante que essas telas emitem.

“Para produzir luz branca, esses dispositivos eletrônicos devem emitir luz em comprimentos de onda curtos, o que os torna fontes potenciais que suprimem ou retardam o início da liberação de melatonina à noite, reduzindo assim a duração do sono e interrompendo o sono. Isso é particularmente preocupante em populações adultas jovens e adolescentes, que já tendem a ser corujas, de acordo com a pesquisadora Brittany Woods.

Basicamente, seu corpo tem agora, depois de milhões de anos de evolução, se adaptado para entender que a luz vermelha quente do pôr do sol significa que o corpo precisa dormir, enquanto a luz azul brilhante da manhã é um sinal para acordar. É tão simples quanto isso, mas é realmente difícil de corrigir na era da informação atual!

“Nosso estudo mostra que uma exposição de duas horas à luz de displays eletrônicos auto-luminosos pode suprimir a melatonina em cerca de 22%”, disse Mariana Figueiro, professora adjunta da Rensselaer e diretora do Programa de Luz e Saúde da LRC.

Uma solução simples seria adicionar filtros às suas telas. Não filtros físicos, é claro. O que estou me referindo são os aplicativos de filtragem de luz azul (alguns sistemas operacionais já vem com essa função). Esses aplicativos alteram a aparência da sua tela de acordo com a hora do dia em que você está usando o dispositivo. Quando está escuro lá fora, a tela parece mais avermelhada e mais quente do que a habitual experiência retroiluminada azul. Com certeza, é preciso muito tempo para se acostumar, mas com o tempo você nem percebe a diferença.

Lendo um livro na cama
Imagem de Wokandapix por Pixabay

Naturalmente, a melhor solução seria desligar os smartphones e computadores e ler um livro. Surpreendentemente, dispositivos de leitura de livros eletrônicos como o Kindle eliminaram completamente os comprimentos de onda azuis mais curtos para dar a você uma melhor leitura na hora de dormir. Em outras palavras, leia um livro, seja um físico ou um digital.

Fontes:

  1. University of Northern Iowa 
  2. Forbes.com
  3. Mirror Online
você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.