Imagens chocantes mostram momentos finais de mulher antes de orca puxá-la para suas mandíbulas e matá-la

por Lucas Rabello
0 comentário 731 visualizações

Imagens capturadas por um turista visitando o SeaWorld mostram os momentos finais de uma treinadora que foi morta após ser arrastada para baixo d’água por uma orca.

Dawn Brancheau era uma experiente treinadora de 40 anos do SeaWorld em Orlando, Flórida, EUA, e trabalhava regularmente com os animais, incluindo uma orca assassina chamada Tilikum.

Tilikum foi capturado quando tinha apenas dois anos de idade e apareceu no Sealand of the Pacific em Vancouver, BC, antes de ser mudado para a Flórida. A baleia era uma das maiores Orcas vivendo no SeaWorld, onde Brancheau começou a trabalhar depois de estudar psicologia e comportamento animal na faculdade e se voluntariar em um abrigo de animais.
Em 24 de fevereiro de 2010, os visitantes do SeaWorld foram assistir a uma experiência ‘Dine with Shamu’, durante a qual Brancheau se aproximou do tanque de Tilikum.

A treinadora não estava na piscina com Tilikum, mas estava deitada perto da borda com o rosto perto da água.
Ao se aproximar, a enorme baleia agarrou Brancheau com a boca e a arrastou para a piscina.

Chuck Tompkins, chefe de treinamento animal dos parques SeaWorld, disse à Reuters na época: “Ela estava esfregando a cabeça da orca assassina, e [ela] a agarrou e puxou para dentro.”

A baleia se recusou a soltar Brancheau, e a treinadora tragicamente se afogou enquanto era mantida sob a água. Durante o ataque, Tilikum arrancou um dos braços de Brancheau, cortou sua medula espinhal e quebrou várias de suas costelas.

Uma testemunha disse ao noticiário local que a baleia ‘decolou muito rápido’ quando Brancheau se aproximou da piscina.
“Então ele voltou para o vidro, pulou, agarrou a treinadora pela cintura e começou a sacudi-la violentamente. A última coisa que vimos foi o sapato dela flutuando.”

Mesmo quando outros membros da equipe conseguiram prender a baleia, ele ainda segurou o corpo de Brancheau até que a equipe conseguiu abrir sua boca.

John Hargrove, outro treinador sênior do SeaWorld, disse após o incidente que ‘nunca saberemos por que Tilikum decidiu pegar Dawn e puxá-la para a piscina’.

“Ele tinha um ótimo relacionamento com ela e ela tinha um ótimo relacionamento com ele. Eu acredito que ele a amava e sei que ela o amava”, disse ele.

Após a morte de Brancheau, Tilikum foi realocado para uma piscina no SeaWorld onde raramente era visto pelo público. A baleia é conhecida por ter sido responsável por outros dois ataques contra humanos durante seu tempo em cativeiro.
O animal morreu em 2017.

Inscreva-se no canal Mistérios do Mundo no YouTube

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados