IA cria previsões assustadoras sobre como serão os humanos daqui a 1.000 anos

por Lucas Rabello
0 comentário 1,9K visualizações

A inteligência artificial (IA) está expandindo os limites da imaginação e despertando tanto preocupações quanto entusiasmo. Recentemente, ela até enganou a mãe de Katy Perry, fazendo-a acreditar que a filha tinha comparecido ao Met Gala.

O pessoal do portal Unilad encarregou o programa de IA Midjourney para visualizar como os humanos podem parecer daqui a 1.000 anos. As imagens geradas são, francamente, um tanto alarmantes. Parece que a moda futura pode envolver muito aparato tecnológico preso diretamente aos nossos rostos. Fios e motores podem se tornar parte do nosso visual cotidiano, sugerindo que nossas características físicas poderiam ser significativamente ofuscadas pela tecnologia.

IA cria previsões assustadoras sobre como serão os humanos daqui a 1.000 anos

As implicações dessas previsões visuais são intrigantes. Em uma das imagens geradas pela IA, um homem do ano 3000 parece ter substituído a pele de seu rosto por tecnologia. Ele não parece muito entusiasmado com seu novo visual. Em outra imagem, embora o indivíduo retenha sua pele, é igualmente perturbador com fios entrecruzando todo o rosto.

IA cria previsões assustadoras sobre como serão os humanos daqui a 1.000 anos

Isso levanta a questão de como os padrões de beleza podem parecer no futuro distante. Será que mostrar a complexidade dos fios no seu rosto se tornará a nova norma, e ter pele visível será apenas uma opção? As imagens geradas pela IA também mostram alguns indivíduos que optaram por não adotar completamente o estilo ciborgue chique, mas ainda assim suas aparências são bastante marcantes.

Entre esses rostos futurísticos, há alguns normais, que lembram as características humanas de hoje. Então, há os Morlocks, retratados nos dois lugares centrais na fila inferior da coleção de imagens, adicionando um clássico toque de ficção científica à mistura.

IA cria previsões assustadoras sobre como serão os humanos daqui a 1.000 anos

Essa incursão nos futuros estéticos pela IA pode estar retirando de um profundo poço de lore de ficção científica, sugerindo que nossas próprias entradas culturais estão influenciando as saídas criativas da IA. É um ciclo intrigante de inspiração e criatividade alimentando a si mesmo.

“Vamos esperar que a IA esteja errada desta vez”, enquanto ponderamos se essas são advertências ou apenas diversão especulativa.

Deixar um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Mistérios do Mundo 2024 © Todos os direitos reservados