Humanos já usavam ferramentas para abater animais há 500 mil anos

Em Israel, pesquisadores descobriram ferramentas de pedra de 500 mil anos de idade que ainda possuíam gordura de elefante grudada em seu corpo. Essa descoberta sugere que nossos antepassados utilizavam ferramentas para caçar e processar grandes animais.

Antropólogos já humanos primitivos utilizavam ferramentas para quebrar a carcaça de suas presas, mas ainda não possuíam evidências de que ferramentas de pedra eram utilizadas para essa tarefa.

Entre 1,8 milhões e 1,5 milhões de anos atrás, os humanos passaram por duas mudanças dramáticas. Primeiro, o cérebro dos Homo erectus se tornaram maiores, e depois os homens pararam de bater uma pedra em outra para criar pontas, e, consequentemente, ferramentas. Em vez disso, passaram a utilizaram uma técnica mais sofisticada, com machadinhas para raspar pedras e criar lâminas.

Humanos já usavam ferramentas para abater animais há 500 mil anos

De acordo com hipóteses levantadas por cientistas, essas duas mudanças caminharam juntas. A maior demanda calórica dos cérebros humanos pode ter feito com que nossos antepassados precisassem caçar, abrir, cortar e preparar animais – o que, por sua vez, demandava ferramentas mais avançadas.

Fato é que esta descoberta revela que a criação de ferramentas foi um elemento chave no desenvolvimento da habilidade de consumir mais carne nesse ponto da história humana.

“Buscando utilizar recursos animais, eles (nossos antepassados) precisaram desenvolver ferramentas para caçar e preparar”, disse Ran Barkai, professor de arqueologia da Universidade de Tel Aviv, em Israel.”Essas ferramentas permitiram que esses hominídeos sobrevivessem por 1 milhão de anos. Claramente serviram para suas funções”, concluiu Barkai.

As ferramentas foram descritas no último dia 18 de março na revista PLOS ONE. [LiveScience]

Comentários
Carregando...