Pular para o conteúdo

Homem morre 4 anos após ser mordido por gato

Um homem dinamarquês cujo dedo foi mordido por um gato há quatro anos morreu depois que uma bactéria carnívora infectou seu sangue.

Henrik Kriegbaum Plettner adotou uma gata e seus filhotes de um abrigo em 2018 e foi mordido no dedo indicador depois de tentar pegar um dos gatinhos.

Homem morre 4 anos após ser mordido por gato

Reprodução

Ele não tinha se importado com a mordida até perceber que sua mão havia inchado e dobrado de tamanho em poucas horas.

Henrik ligou para um médico, mas foi instruído a esperar até o dia seguinte e, após várias consultas, acabou no hospital Kolding, na Dinamarca. Ele ficou internado lá por um mês, durante o qual foi submetido a 15 operações. Mas quatro meses após as cirurgias, o dedo ainda não funcionava bem e os médicos decidiram amputá-lo.

Homem morre 4 anos após ser mordido por gato

Reprodução

Apesar disso, a saúde do homem de 33 anos começou a piorar, com sua mãe dizendo à mídia local: “Ele estava com uma saúde muito instável. Tinha um sistema imunológico enfraquecido, pneumonia, gota e diabetes.”

Homem morre 4 anos após ser mordido por gato

Reprodução

As infecções teciduais em feridas causadas por mordeduras de gatos são comumente causadas por bactérias patogênicas conhecidas como Pasteurella multocida. Em certos casos, isso às vezes pode levar a uma infecção bacteriana rara chamada fasceíte necrosante, que pode ser fatal.

Como a ferida fechou quase imediatamente após a picada, a bactéria entrou em sua corrente sanguínea pela veia e permaneceu no corpo, onde começou a se espalhar lentamente.