Pular para o conteúdo
Homem mais rico do Brasil perde R$ 1,6 bilhão após crise nas Americanas

Homem mais rico do Brasil perde R$ 1,6 bilhão após crise nas Americanas

O empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann, atualmente considerado o brasileiro mais rico pela revista Forbes, perdeu parte significativa de sua fortuna devido à queda das ações da Lojas Americanas na bolsa de valores.

Na quinta-feira, 12 de janeiro, Lemann perdeu US$ 329 milhões (o equivalente R$ 1,68 bilhão) com a desvalorização das ações. Segundo a Forbes, os ativos de Lemann, que incluem ações e outros investimentos, eram avaliados em US$ 16 bilhões antes do prejuízo. No entanto, Lemann não vendeu as ações, acreditando no potencial de recuperação da empresa.

A queda das ações da Americanas, grande rede varejista do Brasil, é resultado de uma crise interna da empresa. O ex-CEO, Sérgio Rial, pediu demissão após descobrir um rombo de R$ 20 bilhões no balanço da empresa, fazendo com que as ações caíssem 77%. Esta notícia, junto com a crise econômica geral no Brasil, levou a uma perda significativa para Lemann.

Apesar desse revés, Lemann ainda é considerado um dos indivíduos mais ricos do mundo, com um vasto portfólio de investimentos em vários setores, incluindo varejo, bancos e cervejarias. Ele também é conhecido por ser um dos cofundadores da 3G Capital, uma empresa de capital privado que fez várias aquisições de alto nível nos últimos anos, incluindo a fusão da Kraft e da Heinz.

Apesar da perda, é provável que Lemann se recupere, pois tem uma longa história de investimentos bem-sucedidos. Ele é um empresário e investidor experiente e tem os recursos e a experiência para enfrentar essa tempestade financeira. Ele também é conhecido por sua estratégia de investimentos de longo prazo e por acreditar no potencial de recuperação das empresas em que investe.